Rage Against the Machine se reúne no palco após 7 anos

A banda de rock esquerdista Rage Against the Machine vai se reunir, após sete anos, para uma única apresentação no Festival de Música e Arte Coachella Valleyno, que acontece no sul da Califórnia, em abril, anunciou no domingo o jornal Los Angeles Times. O quarteto que ficou famoso por denunciar as mazelas do capitalismo nas letras de suas canções também vai gravar para um selo pertencente à Sony Corporation, disse o jornal. O festival no deserto vai acontecer durante três dias, começando em 27 de abril, a 200 quilômetros a leste de Los Angeles. O jornal também disse que o Red Hot Chili Peppers e a cantora Bjork, que já foram atrações principais em Coachella Valley, vão retornar ao festival neste seu oitavo ano. A expectativa é a de que as atrações principais do festival sejam anunciadas esta semana. Rage Against the Machine O Rage Against the Machine surgiu no cenário musical em 1992 com Killing in the Name e conquistou fãs de todos os extratos sociais com as letras de rap do vocalista Zack de la Rocha, acompanhadas por melodias de hard rock. Em 1996 ela liderou as paradas de álbuns pop nos EUA com Evil Empire, e em 1999 com The Battle of Los Angeles. Zack de la Rocha deixou a banda em outubro de 2002, em meio a atritos internos. No ano seguinte, seus colegas de banda - o guitarrista Tom Morello, o baixista Tim Commerford e o baterista Brad Wilk - formaram a banda Audioslave, com o ex-vocalista do Soundgarden Chris Cornell. Eles gravaram três álbuns e em maio de 2005 se tornaram a primeira banda americana a apresentar-se em show ao ar livre em Cuba. Agora Cornell está buscando retomar sua carreira solo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.