Radiohead libera canção inédita para download

'These Are My Twisted Words' já pode ser baixada no site de vendas do grupos

Luciano Borborema, da Rádio Eldorado,

17 de agosto de 2009 | 15h24

A banda inglesa de rock Radiohead liberou sua nova música para download gratuito nesta segunda-feira, 17, segundo o blog oficial do grupo. A canção, chamada ‘These are my twisted words’, vazou na internet na semana passada e então foi colocada para ser baixada no W.a.s.t.e., site oficial de vendas do Radiohead.

 

No blog da banda, o guitarrista Jonny Greenwood fala sobre a nova música e também sobre o material inédito que o Radiohead está preparando. "Nós estivemos por um tempo em estúdio, e essa é uma das primeiras (músicas) que terminamos. Estamos bem orgulhosas dela", conta Greenwood. "Existe mais material em diferentes estágios de finalização, mas foi essa música que nós ensaiamos recentemente, e provavelmente iremos tocá-la nos próximos shows", revela.

 

Essa não é a única música nova que poderá fazer parte do novo trabalho do grupo. Há algumas semanas, a banda lançou na internet um single que se chama ‘Harry Patch (In memory of)’. A música é uma homenagem ao veterano de guerra Harry Patch, que morreu aos 111 anos no dia 25 de julho. Patch era o último inglês vivo que lutou na Primeira Guerra Mundial.

 

Na época do lançamento, o vocalista Thom Yorke falou a respeito. "A maneira como ele falava sobre a guerra teve um efeito profundo em mim. Ele virou a inspiração para uma música que começamos a gravar semanas antes de sua morte. (...) Espero que a canção faça justiça à sua memória como último sobrevivente", comentou.

 

Sem álbuns

 

Para a surpresa e tristeza dos fãs, Yorke revelou em entrevista a revista "Believer" que a banda não quer mais lançar álbuns. "Nenhum de nós quer voltar a essa bagunça criativa de um disco de longa duração novamente", explica o vocalista.

 

"Funcionou em ‘In rainbows’ porque nós tínhamos uma ideia fixa sobre o que queríamos. Mas todos nós concordamos que não podemos entrar em uma dessas de novo. Isso nos mataria", explica.

 

A desistência não quer dizer que Yorke despreze o formato. "Obviamente, existem coisas incríveis em fazer álbuns. Mas ‘In rainbows’ tinha uma estética particular, e eu não consigo nem imaginar a ideia de fazer tudo aquilo novamente. Não que seja ruim. Mas não dá", completa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.