Quinta eliminatória do Visa promete casa cheia

Com o mineiro Sérgio Santos, a cearense Nina Ximenes e as paulistas Ana Luiza e Luciana Coló, a Rádio Eldorado realiza hoje a quinta e penúltima eliminatória do 8.º Prêmio Visa - Edição Vocal, no Espaço Promon. Em conseqüência do grande público nas últimas eliminatórias, os ingressos, gratuitos, passaram a ser limitados a apenas um por pessoa. A qualidade evidente da maioria dos candidatos e o resultado de suas apresentações são fatores que têm alimentado a expectativa do público. Mas não é só isso. A presença da espirituosa locutora Rose de Oliveira como mestre-de-cerimônias também faz parte do show e ela tem feito mais sucesso do que alguns concorrentes ao prêmio. A primeira a se apresentar hoje é a santista Ana Luiza, que, como Sérgio Santos, já passou pelo Visa em 2003. Há mais de dez anos o trabalho dela está ligado à parceria com o pianista, compositor e arranjador Luís Felipe Gama, de quem interpreta Ensolarada. As outras canções escolhidas por ela são Assum Preto (Luiz Gonzaga/Humberto Teixeira), Olha Maria (Tom Jobim/Vinicius de Moraes/Chico Buarque) e Outubro (Milton Nascimento). Além de Gama ao piano, Ana será acompanhada por Sérgio Reze (bateria) e Alberto Luccas (contrabaixo acústico). O compositor, violonista, arranjador e intérprete Sérgio Santos é o mais conhecido dos quatro candidatos de hoje. Ele, que se projetou como cantor no espetáculo Missa dos Quilombos, de Milton Nascimento, não vai interpretar nenhuma canção de seu ´meio-conterrâneo´. Nem por isso fugiu do supra-sumo, escolhendo Até Pensei (Chico Buarque), Vento Bravo (Edu Lobo/Paulo César Pinheiro), Bala com Bala (João Bosco/Aldir Blanc) e Coração Leviano (Paulinho da Viola). Os instrumentistas que o acompanham são ninguém menos que André Mehmari (piano), Guello (percussão) e Rodolfo Stroeter (contrabaixo acústico). Luciana Coló, que se apresenta em seguida, tem em comum com Santos o fato de se dividir entre o canto e a composição, com o samba no pé. Seus shows são temperados com o humor dos grandes sambistas que popularizaram a figura do malandro carioca. Dessa turma, ela vai cantar Gago Apaixonado (Noel Rosa) e Na Subida do Morro (Moreira da Silva/Ribeiro Cunha). As outras duas (Chamada e Fubá) são de Raphael Gemal com Ricardo Szpilman e Isaac Chueke, respectivamente. Gemal vai acompanhá-la ao violão, ao lado de Ocelo Mendonça (sax, flauta e violoncelo), Manuela Trindade (pandeiro e atabaque) e Chico Abreu (surdo e tamborim). Nascida em Fortaleza, Nina Ximenes, que encerra a noite, desenvolveu a carreira a partir dos 15 anos, já morando em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. É mais uma das candidatas que se dividem entre o canto e a composição. O repertório prima pela diversidade: Lembra de Mim (Ivan Lins/Vitor Martins), Kukukaya (Cátia de França), Tocando em Frente (Almir Sater/Renato Teixeira) e Desde Que o Samba É Samba (Gilberto Gil/Caetano Veloso). 8.º Prêmio Visa de Música Brasileira - Edição Vocal - Espaço Promon (349 lug.). Av. Juscelino Kubitschek, 1.830, Itaim-Bibi, 3847-4216 e 3847-4556. Hoje, 20h30. Grátis. Ingressos estão sujeitos à lotação da casa e devem ser retirados com uma hora de antecedência na bilheteria (1 ingresso por pessoa). Estac.: R$ 10

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.