Promotor quer incluir antigas acusações contra Jackson

Michael Jackson não foi à corte hoje. Como toda sexta-feira, a sessão é marcada por uma reunião entre o juiz, os promotores e os advogados, para que sejam tomadas decisões sobre o andamento do caso. Hoje, o juiz Rodney Melville decidiu fixar a data de uma audiência especial para resolver se o caso de dois adolescentes que mais de dez anos atrás acusaram o astro pop de abuso sexual será considerado no presente julgamento que Michael Jackson enfrenta por acusações semelhantes.Melville comunicou aos advogados e promotores que marcará uma mini-audiência entre os dias 25 e 28, para decidir se os dois jovens devem prestar testemunho, o que pode ser determinante no veredicto dos jurados.O promotor Tom Sneddon tenta há meses incluir o testemunho dos jovens no processo. Um deles resultou em um acordo milionário por meio do qual Jackson teria pago US$ 15 milhões, em 1994, a um adolescente que o acusou de abuso sexual. O segundo caso ocorreu em 1990, e segundo a TV norte-americana, refere-se a um menino de 12 anos que teria recebido US$ 2 milhões para desistir de acusar o astro pop. Veja fotos do julgamento de Michael Jackson

Agencia Estado,

18 de março de 2005 | 19h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.