Projeto A Luz do Solo terá nova versão

Se deu certo em 1985, deve ficar melhor ainda em 2001. Partindo desse princípio, o produtor Carlos Araújo reativa em junho e julho o projeto A Luz do Solo, que vai levar ao palco do ATL Hall (ex-Metropolitan) Lenine, Ana Carolina, Cássia Eller e Ed Motta, em espetáculos intimistas, onde eles se apresentam só com seu instrumento (violão para os três primeiros e piano para Motta). Os shows serão gravados em DVD e devem ser lançados, também em CD, até o fim do ano, dependendo de acertos com a Universal e a BMG-Ariola, gravadoras que dividem o passe dos quatro. No caso da BMG, não deve ter problema porque seu presidente no Brasil, Luiz Oscar Niemeyer, era sócio de Araújo quando aconteceu a primeira versão do projeto. Na época, os shows de Toquinho, Geraldo Azevedo, Caetano Veloso e Gonzaguinha ficaram lotados e os discos que deles resultaram foram os mais vendidos, até então, da carreira desses artistas. Caetano, por exemplo, ultrapassou pela primeira vez a marca dos cem mil discos, com Totalmente Demais, e só foi ultrapassá-la de novo nos anos 90, com Fina Estampa. "Nem foi preciso correr atrás para conseguir patrocínio porque a ATL encampou o projeto assim que soube dele", comemora Carlos Araújo, que vai gastar R$ 280 mil nesta versão de A Luz do Solo, por meio da Lei Rouanet. "O palco do ATL Hall vai ser avançado sobre a platéia para aumentar a proximidade com o artista. Não há qualquer exigência quanto a repertório, só queremos mostrá-los na intimidade, com seu instrumentos, com convidados ou não." Lenine, o único da primeira leva dessa nova versão que compareceu ao coquetel de lançamento no início da semana, disse que se sente mais à vontade quando faz um show só com seu violão do que quando está acompanhado por banda. "Quando a gente compõe, geralmente toca só com um instrumento e faz nele todo o acompanhamento. No meu caso, toco o baixo, a bateria, os sopros e o que mais houver só no violão", explica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.