REUTERS/Stephanie Keith
REUTERS/Stephanie Keith

Produtora rebate acusações de que teria sabotado show de Mariah Carey na noite de ano novo

Apresentação na Times Square, em Nova York, não correu muito bem para a cantora

AP

02 Janeiro 2017 | 15h02

NOVA YORK - A produtora Dick Clark Productions está devolvendo as acusações que Mariah Carey fez de que a sua apresentação na Times Square, na noite de ano novo, foi sabotada.

O desastre de Carey tomou proporções internacionais quando ela errou a canção, deixando de cantar a maior parte do seu set curto, apesar de uma gravação com a música e os vocais continuar tocando ao fundo.

Carey ficou visivelmente chateada durante a apresentação, e depois tuitou "merda acontece". Sua porta-voz, Nicole Perna, culpou dificuldades técnicas, e numa entrevista a Billboard ela disse que a Dick Clark Productions sabotou a apresentação.

"Ela não estava improvisando esse momento e o levou muito a sério", Perna disse à revista. "Uma vergonha que a produtora tenha armado para ela falhar."

Perna disse que o fone de ouvido de Carey não estava funcionando, e que ela avisou a produção, que respondeu que isso não seria um problema durante a apresentação.

Num comunicado, a produtora disse que as alegações são "absurdas".

"Como produtora de primeiro escalão de eventos de TV ao vivo por quase 50 anos, nós nos orgulhamos da nossa reputação e de relacionamentos de longo prazo com artistas", diz a nota. "Sugerir que a dcp, como produtora de shows como o American Music Awards, Billboard Music Awards, e outros, comprometeria intencionalmente o sucesso de qualquer artista é difamatório, ultrajante e francamente absurdo."

A nota ainda afirma que em "ocasiões muito raras" podem ocorrer erros técnicos. Numa investigação inicial, porém, a empresa diz que não teve nada a ver com os problemas nesse caso.

Uma pessoa ligada à produção que não quis ser identificada disse que Carey usou uma figurante na sua parte do ensaio, diferente de todos os outros artistas, e não foram encontrados problemas durante o ensaio.

Mais conteúdo sobre:
Mariah Carey Billboard

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.