Prodigy faz música para "droga do estupro"

Foi-se o tempo em que Joan Jett cantando I Love Rock´n´Roll era sinônimo de rebeldia. O Prodigy recorre à velhatática da polêmica para tentar recuperar seu antigo sucesso. O grupo inglês de música eletrônica, que fez sucesso nofim dos anos 90 graças ao escândalo causado pela música e pelo clipe (censurado) Smack My BitchUp, volta a provocar com o single Baby´s Got aTemper. O problema é que a faixa celebra o Rohypnol, remédiopara dormir que foi banido depois de ser apelidado de "a drogado estupro". O refrão da música diz: "Nós amamos Rohypnol/Elatem Rohypnol/Nós tomamos Rohypnol/Esqueça de tudo". A pílulacausa relaxamento dos músculos e amnésia e é usada para acabarcom o efeito da cocaína. O vocalista do Prodigy, Keith Flint,defende a música dizendo que o grupo não está fazendo apologiado estupro _ apenas do remédio em si. "É apenas sobre cheirarcocaína e tomar alguma coisa para baixar a onda", disse ele aosemanário inglês New Musical Express.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.