Prince sai em defesa da Napster

Prince, uma das mais importantes estrelas pop, saiu hoje em defesa da Napster, a página web que oferecia gratuitamente arquivos musicais e está sendo duramente combatida pelas grandes gravadoras. Prince afirma em sua página na Internet que a Napster é "excitante" e as gravadoras "não poderão fazer nada para frear a nova tecnologia". "Do ponto de vista de um fã de música, o que está acontecendo é uma evolução muito excitante na história da música. E, por sorte, não parece haver nada que as velhas gravadoras possam fazer para evitá-lo", afirma Prince. O cantor de 1999 e Purple Rain ataca Richard Parsons, presidente da Time Warner. Dias atrás Parsons declarou que "aumenta cada vez mais os jovens que não compram discos. Assim, não só perdemos dinheiro, como teremos um público que cresce com a idéia de que a música é grátis e deve ser grátis". Para Prince esta afirmação observa apenas a relação comercial entre o público e a música e "jamais se menciona o fato de que os garotos que trocam canções poderiam desenvolver um autêntica paixão pela música... e ser cidadãos honestos que entendem que o artista deve ser pago por seu trabalho". A Time Warner reagiu imediatamente: "Dick Parsons respeita muitíssimo Prince, mas isso não muda sua posição contra a Napster", disse um portavoz. A Time Warner é uma das cinco grandes gravadoras que denunciou a Napster por violação das leis de direito autoral, acusando-a de ser o paraíso da pirataria musical. O endereço, que é um dos mais populares da web, defende-se dizendo que o intercâmbio de arquivos musicais é um uso lícido das propriedades intelectuais sem de fins lucrativos."Napster - afirma Prince - mostra a frustração crescente das gravadores sobre o controle da música que as pessoas podem escutar. Os garotos devem saber como estas firmas têm explorado os artistas durante muito tempo e como a distribuição online está se convertendo em um novo meio que poderia permitir por fim a tal exploração".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.