Prêmio Visa chega à primeira semifinal

O Directv Music Hall abriga nesta quarta-feira à noite a primeira semifinal do 5.º Prêmio Visa de MPB - Edição Vocal, que, na fase eliminatória, promoveu a apresentação de 24 candidatos escolhidos entre quase 2 mil cantores, cantoras e grupos vocais inscritos. Quatro candidatos vão se apresentar para o júri presidido pelo maestro Nelson Ayres: o grupo vocal mineiro Arirê e as cantoras Titane, Camila Titinger e Lucila Novaes. Serão três as semifinais, cada uma com quatro participantes. Desse grupo, sairão cinco finalistas, que vão se apresentar no dia 5 de julho. Em jogo, R$ 200 mil em prêmios, sendo que o vencedor leva metade do dinheiro e o direito de fazer um disco pela Gravadora Eldorado. O segundo colocado recebe R$ 50 mil e o terceiro, R$ 30 mil. Os outros dois ganham R$ 10 mil cada um. A semifinal desta quarta é um exemplo de que a presença das mulheres é cada vez maior nas edições do prêmio, sendo que das semifinais estão participando sete cantoras e apenas três cantores. A presença do Arirê também reflete, de certa forma, uma volta dos conjuntos vocais, formações muito comuns até os anos 70 mas que, nas décadas seguintes, decaíram tanto em qualidade como em quantidade. Outro interessante dado é a presença dos grandes clássicos da música brasileira dos anos 30 aos 60 - como Noel Rosa, Ary Barroso, Tom Jobim, Edu Lobo e Hermeto Paschoal - no repertórios dos semifinalistas. O Arirê é composto por Gabriella Rossi, Mônica Olivetti, Selma Boragian e Virgínia Rietmann. Já lançaram dois discos e foram finalistas do Prêmio Sharp de 1999 na categoria de melhor grupo de MPB. Na apresentação que fizeram na fase eliminatória, elas homenagearam os grupos vocais Bando da Lua e Namorados da Lua, ambos da década de 40, com canções como Amei Lalá e Eu Quero um Samba. Titane, natural de São João Del Rey, em Minas, está longe de ser uma desconhecida do público da MPB; ela está freqüentemente em shows de artistas como Chico César, Luiz Tatit e Edvaldo Santana. Entre seus discos, destacam-se Titane e Inseto Raro, este responsável por colocá-la em contato com o público de todo o Brasil. Também vale ressaltar a homenagem, em Sá Rainha, a Milton Nascimento e aos negros do congado de Minas, no qual mistura a música popular dita contemporânea com o sentimento da música tradicional. Na fase eliminatória, ela interpretou Dança, de Chico César, Felicidade, de Luiz Tatit, Paula e Bebeto, de Milton Nascimento e Caetano Veloso, e Galope, de Gonzaguinha. Se uma das intenções do Prêmio Visa, o mais prestigiado concurso da música brasileira, é privilegiar, dar espaço e revelar novos talentos da música brasileira, renovando os seus quadros, a participação de Camila Titinger é bastante significativa. Aos 12 anos, a menina nascida em São Paulo, de acordo com quem já a viu no palco, tem uma voz incrivelmente madura. Ela nasceu em uma família de músicos, canta desde pequena, ou melhor, desde muito pequena. Participou de corais infantis, já acumula prêmios em concursos e tem um disco lançado: Sol de Primavera, que teve como arranjador Cristóvão Bastos. Entre outras canções, ela interpretou, na sua aparição na fase eliminatória, Luiza, de Tom Jobim, e O Circo Místico, de Edu Lobo e Chico Buarque. A outra atração da noite será Lucila Novaes, também de uma família bastante musical: mãe e pai cantores de rádio e cinco irmãos bastante à vontade com microfones. Chegaram mesmo a formar um grupo, quando ela tinha 12 anos, o Fruto Primeiro. Hoje com 34 anos, tem nas costas o primeiro lugar em mais de 30 concursos no interior do Brasil. Com o disco Frestas de Céu, lançado pela gravadora alternativa Dabliú, foi indicada para o Prêmio Sharp 1999 como revelação feminina. Também em 1999, Lucila, nascida em Avaré, interior de São Paulo, recebeu o Prêmio Movimento. Ela está concluindo seu segundo disco, "Claridade". Na fase eliminatória, interpretou de Linda Flor, ou Ai, Ioiô, de Henrique Vogeler e Luís Peixoto, ao samba Brasil-Holanda, de Moacyr Luz e Aldir Blanc.Serviço - 5.º Prêmio Visa de MPB - Edição Vocal. Nesta quarta-feira, às 21h. Entrada franca. A distribuição dos convites será feita das 9 às 18 horas, na Rádio Eldorado (Rua Pires da Mota, 830); e a partir das 14 horas, no local do evento. Informações pelo site www.radioeldorado.com.br ou pelo tel. 3274-6771. Directv Music Hall. Avenida dos Jamaris, 213, São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.