Prefeitura diz que vai pagar músicos até amanhã

A Prefeitura de São Paulo informou por meio da assessoria de imprensa do Theatro Municipal que os pagamentos dos músicos da Orquestra Sinfônica Municipal serão feitos entre hoje e amanhã e que o atraso resultou de um problema burocrático. Ontem, os músicos interromperam o ensaio geral da ópera Lohengrin de Richard Wagner, promovido especialmente para a imprensa, para se manifestarem contra o atraso no pagamento de novembro. O espetáculo tem estréia prevista para sexta-feira no Theatro Municipal.O presidente da associação dos músicos da sinfônica, Hugo Ksenhuk, disse que, mesmo com a declaração da Prefeitura, a reunião marcada com diretoria do Municipal deve acontecer às 16 horas. "Nós queremos um documento comprovando o comprometimento da Prefeitura", disse Ksenhuk, que é trombonista da orquestra. O músico disse que, se até sexta-feira os pagamentos não forem feitos, os membros da orquestra vão se manifestar de alguma maneira. Apesar disso, ele excluiu a possibilidade de um boicote aos ensaios gerais e à estréia da ópera. "Tanto o ensaio de hoje como a estréia na sexta estão mantidos", completou.Hoje, às 19h30, haverá um ensaio aberto dirigido, ou seja, não será aberto ao público. Foram distribuídas 1.500 senhas entre os corpos estáveis, representados pelos grupos artísticos, do Theatro Municipal - Orquestra Sinfônica Municipal, Orquestra Experimental de Repertório, Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, Balé da Cidade, Coral Lírico, Coral Paulistano, Escola Municipal de Música, Escola Municipal de Bailado - e algumas entidades sociais ligadas à Prefeitura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.