Pop coreano aproveita sucesso de 'Gangnam Style' para conquistar os EUA

A canção pegajosa "Gangnam Style", do rapper coreano Psy, chegou às paradas norte-americanas e a indústria pop da Coreia do Sul não titubeia em capitalizar o sucesso fenomenal do artista nos Estados Unidos.

Reuters

30 de novembro de 2012 | 16h38

Com "Gangnam Style" no topo das paradas da Billboard e se tornando o vídeo mais assistido da história do YouTube, com mais de 800 milhões de views, os artistas do pop coreano, também conhecido como K-pop, estão se posicionando para alcançar sucessos similares nos EUA.

A indústria da música pop da Coreia está prosperando. Nos últimos dois anos, vários grupos do K-pop, incluindo o de garotas 2NE1, a boy band Super Junior e a banda Girls Generation, embarcaram em miniturnês promocionais nos Estados Unidos para criar um público.

"O Psy abriu as portas e joga um holofote no K-pop. As pessoas prestam atenção ao que é feito lá", disse Alina Moffat, gerente geral do grupo YG Entertainment, que agencia o Psy, em uma recente conferência da indústria do entretenimento em Los Angeles.

O videoclipe de Psy, que apresenta a dancinha do pônei invisível, também conta com os artistas do K-pop Kim Hyun-a, da banda 4Minuto, e Deasung e Seungri, da banda Big Bang. Todos tentam entrar no mercado norte-americano.

(Por Piya Sinha-Roy)

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICAGAGNAMSTYLE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.