Polícia recolhe novas pistas na casa de Michael Jackson

Polícia suspeita que o "rei do pop" tenha morrido em decorrência de overdose de medicamentos

Efe,

29 de junho de 2009 | 23h24

A polícia recolheu nesta segunda-feira, 29, novas "evidências médicas" na casa onde morreu Michael Jackson em Los Angeles, informou o jornal Los Angeles Times. Os policiais retornaram ao imóvel a fim de obter mais informação que permita esclarecer a causa de sua repentina morte.

 

Veja também: 

especialA trajetória de Michael Jackson, ícone do pop

mais imagens Veja galeria de fotos

som Território Eldorado: ouça todas as fases do rei do pop

blog Fórum: Morre Michael Jackson, rei do pop

video 'Thriller', o disco mais vendido da história

video 'Beat It', com Michael Jackson

 

Fontes policiais admitiram que Michael possuía medicamentos receitados por um número indeterminado de doutores, os quais estão sendo ouvidos, mas não informou se há indícios de crimes.

A principal hipótese com a qual trabalham os investigadores indica que o falecimento do "rei do pop" pode ter a ver com uma overdose de remédios.

 

Os resultados definitivos da autópsia realizada na sexta-feira passada pelas autoridades do condado de Los Angeles podem demorar até seis semanas para ficarem prontos.

 

A família pediu posteriormente sua própria análise legista do corpo do artista e espera ter informações logo que esclareçam a causa da morte de Michael.

 

Os policiais ainda não têm base suficiente para vincular a ingestão de remédios com o falecimento do cantor, mas consideram que os medicamentos são provas que podem contribuir para esclarecer qual

era seu estado de saúde no dia de sua morte.

Tudo o que sabemos sobre:
Michael Jackson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.