Polícia realiza busca em rancho de Michael Jackson

Ivestigadores fizeram uma busca no rancho de Michael Jackson no vale Santa Ynez, na Califórnia. A busca foi realizada com mandado judicial, mas a polícia não revelou o motivo da ação, mas um sargento disse em nota oficial que se tratava de "uma investigação criminal". Além da polícia, a promotoria do condado californiano de Santa Barbara também esteve envolvido na ação. Jackson e seus filhos não estavam no rancho no momento da busca. Embora nunca tenha sido sequer acusado formalmente, freqüentemente Jackson tem que se confrontar com boatos que o responsabilizam por molestar crianças. Um caso de pedofilia teria, supostamente, ocorrido em 1993. Mesmo que não tenha ocorrido, foi a partir daí que Michael Jackson viu sua carreira começar a declinar e os boatos só fizeram aumentar. A busca policial na propriedade de Jackson coincide com o lançamento de uma coletânea de seus sucessos intitulada Number Ones. Além das canções que levaram Jackson ao estrelato, o álbum contém o novo single do pop star, One More Chance.Ainda que não esteja claro se é uma acusação de pedofilia que tenha motivado a batida em seu sítio, as declarações de um amigo do cantor reforçam a hipótese. Conhecido por entortar talheres com a "força da mente", Uri Geller é amigo íntimo de Michael Jackson. Segundo o site inglês Ananova, ele disse hoje que "como pai, nunca relacionaria meus filhos com alguém que pudesse fazer mal a uma criança". Geller também manifestou preocupação com a suscetibilidade do amigo Jackson. "Ele é muito sem maldade, muito infantil, e acredito que ele seja inocente". Depois de defender o amigo, Geller disse que não sabia qual foi o motivo da busca realizada pela polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.