Polícia prende suspeito de matar guitarrista dos Detonautas

A polícia prendeu hoje o terceiro suspeito do assassinato do guitarrista Rodrigo Netto, do grupo Detonautas, morto numa tentativa de roubo de carro em 4 de junho. Peterson Oliveira da Costa, de 18 anos, era o último acusado do crime que permanecia foragido. Outros dois adolescentes, de 16 e 17 anos, foram presos poucos dias depois da morte do músico. Costa estava escondido na Vila Aliança, na zona oeste. Ele foi localizado num bar da favela depois que uma denúncia anônima chegou à polícia. Cinco policiais do Serviço de Repressão a Entorpecentes (SRE-Oeste) seguiram até o endereço indicado na madrugada de ontem e esperaram até que o rapaz aparecesse. Costa estava desarmado e não reagiu à prisão. De acordo com o delegado Túlio Pelosi, Costa confessou a participação no crime. Ele disse que ele e outros dois adolescentes, já presos, fizeram disparos em direção ao Astra dirigido por Netto depois que o guitarrista tentou fugir do assalto. Pelosi informou que Costa não tinha antecedentes criminais. "Eles e os outros dois menores faziam roubos a mando do chefe do tráfico do Morro da Mangueira, o Pitbull", disse o delegado. Nettinho, de 29 anos, morreu na horaRodrigo Netto, conhecido como Nettinho, tinha 29 anos. Ele voltava de uma festa de família em Cascadura, na zona norte, com o irmão Rafael, de 32 anos, e a avó, Maria, de 87 anos, no dia 4 de junho. Com medo dos episódios de violência na Linha Amarela, Netto decidiu fazer o trajeto de volta para casa pela Avenida Marechal Rondon. No bairro do Rocha, foi interceptado por um outro Astra, com os três rapazes. Acelerou para tentar fugir dos criminosos, que dispararam em direção ao carro. Netto foi atingido sob a axila esquerda. A bala chegou ao coração, matando o músico na hora. O irmão dele e uma pedestre também foram baleados e sobreviveram. O suspeito de 17 anos foi preso três dias depois do crime, ao participar de outro assalto. O rapaz de 16 anos foi detido no câmpus da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). A Justiça determinou que os dois permaneçam internados até alcançarem a maioridade.Os DetonautasA banda carrega a marca da "geração computador". Formada por internautas, reúne integrantes de distintos Estados do País e começou despretensiosamente, numa sala de bate-papo, quando o vocalista Tico Santa Cruz perguntou a companheiros de navegação quem sabia tocar algum instrumento. E o nome do grupo é uma referência clara a essa origem; segundo seus integrantes, é uma mistura das palavras "detonadores" e "internautas". Além de Nettinho, a banda é formada por Tico Santa Cruz (vocal), Renato Rocha (guitarra), Tchello (baixo), Fábio Brasil (bateria) e o DJ Cleston (pickups e percussão). Sucesso entre o público jovem, o grupo tem três discos lançados comercialmente: "Detonautas Roque Clube" (2002), "Roque Marciano" (2004) e o recém-lançado "Psicodeliamor&distorção". (Notícia alterada às 18h36, com acréscimo de informações)

Agencia Estado,

31 de agosto de 2006 | 15h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.