Polícia oferece recompensa por Stradivarius roubado

Uma recompensa de US$ 50 mil será paga para quem devolver o violoncelo Stradivarius que foi roubado da casa de um músico, no dia 25 de abril, informou a polícia. Acredita-se que o ladrão possa morar no bairro de Los Feliz, próximo a Hollywood, mesma região da casa de onde o instrumento foi roubado. Propriedade da Associação Filarmônica de Los Angeles, o instrumento era tocado por seu mais importante violoncelista, Peter Stumpf, que estava fora da cidade na ocasião. O nome do dono da casa onde ocorreu o furto não foi divulgado.?Realmente é um tesouro cultural que foi roubado?, disse o chefe da Polícia, William Bratton, em uma entrevista coletiva ao anunciar a recompensa, oferecida por um doador anônimo. O violoncelo de 1684 está avaliado em US$ 3,5 milhões e é considerado uma obra rara, que não pode ser reposta, disse Gail Samuel, gerente da orquestra. ?O instrumento seria rapidamente identificado, por isso seria muito difícil vendê-lo?, disse Gail. Não está claro para a polícia se o roubo foi premeditado ou se o ladrão estava andando pelas redondezas em busca de algo atraente para levar. Uma câmera de segurança de um vizinho gravou o momento em que um jovem, entre 14 e 25 anos, pegou o instrumento e o carregou com uma das mãos, enquanto tentava segurar sua bicicleta com a outra. Folhetos sobre a recompensa vão ser distribuídos pelo bairro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.