Polícia localiza carro roubado após assassinato de guitarrista

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) recuperaram no alto do Morro da Mangueira o Audi roubado no domingo na Avenida Radial Oeste após o assassinato do guitarrista da banda Detonautas, Rodrigo Netto, o Nettinho, de 29 anos. O Bope ocupa o Morro da Mangueira desde o início da manhã em busca dos assassinos. O helicóptero da Polícia Militar sobrevoou a favela. Não houve confronto. Nettinho dirigia o seu carro Astra quando outro automóvel do mesmo tipo emparelhou com o dele. Segundo informações do 3º Batalhão da Polícia Militar (Méier), o veículo dos assaltantes tinha quatro ocupantes. Assustado, o músico tentou fugir dos criminosos, que começaram a disparar. Após atingirem o artista, os criminosos abandonaram o Astra em que estavam e roubaram o Audi logo a seguir.O guitarrista foi atingido com um tiro na região da axila esquerda, que atravessou o peito. Ele morreu na hora. Seu irmão Rafael, que viajava no banco do carona, foi baleado no ombro e levado para o Hospital Geral do Andaraí, mas não corre risco de morte. A avó dos dois, Maria da Silva Netto, de 87 anos, estava no banco de trás e nada sofreu.O corpo do músico foi velado na capela 2 do Cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul da cidade. O enterro está marcado para as 16 horasParentes e amigos do guitarrista Rodrigo Netto acompanharam o velório do artista no cemitério São João Batista. O DJ da banda, Cleston de Oliveira, foi o primeiro integrante do grupo a chegar, chorando muito, e não quis falar com imprensa. Segundo funcionários do escritório dos Detonautas, Rodrigo Netto vinha trabalhando no livro sobre os quatro anos da trajetória da banda. Mais Além está com o lançamento previsto para agosto. Os integrantes dos Detonautas passaram a madrugada juntos e marcaram para amanhã uma reunião para decidir os rumos da banda.DetonautasFormada por internautas de vários Estados do país, a banda começou despretensiosa, quando o vocalista Tico Santa Cruz perguntou a companheiros de navegação quem sabia tocar algum instrumento. O nome do grupo é uma referência clara a essa origem; segundo seus integrantes, é uma mistura das palavras "detonadores" e "internautas".Além de Nettinho, a banda é formada por Tico Santa Cruz (vocal), Renato Rocha (guitarra), Tchello (baixo), Fábio Brasil (bateria) e o DJ Cleston (pickups e percussão). Sucesso entre o público jovem, o grupo tem três discos lançados comercialmente: Detonautas Roque Clube (2002), Roque Marciano (2004) e o recém-lançado Psicodeliamor&distorção. Com o segundo álbum, os Detonautas ultrapassaram a marca do Disco de Ouro. Além disso, contam com uma série de feitos que refletem o sucesso alcançado nos últimos anos. Em 2001, ganharam o prêmio revelação num festival de rock no Rio Grande do Norte; em 2002, abriram o show da banda americana Red Hot Chili Peppers, e em 2003, tiveram o primeiro grande sucesso: ?Quando o sol se for?, tema de uma novela da TV Globo.Matéria motidicada às 13h33

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.