Polícia faz outra apreensão de CDs piratas no interior de SP

A Polícia apreendeu 3,7 mil CDs piratas e 550 fitas cassete no camelódromo de Marília, no interior de São Paulo. Pela quantidade, os agentes desconfiam que as cópias tenham sido feitas em cidades vizinhas. A apreensão foi feita depois de uma denúncia anônima, mas ninguém foi preso. Segundo a polícia, ações como essa acabam resultando em dezenas de inquéritos. A maioria dos acusados é reincidente. A Associação Protetora dos Direitos Autorais e Fonográficos calcula que, até o fim do ano, o prejuízo das gravadoras e artistas com a pirataria chegue a R$ 700 milhões.Alguns lançamentos estão vindo com um aviso de que contêm tecnologia que inibe cópias. As perdas com as falsificações afetam as lojas que vendem CDs e todos os artistas que participam das gravações. A Polícia pede o apoio da população denunciando os criminosos e deixando de comprar produtos falsificados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.