Polícia divulga fotos da cena de morte de Kurt Cobain

Rolos de filmes foram revelados somente agora, mesmo assim caso deve ser reaberto

Reuters

21 de março de 2014 | 11h19

Um pesquisador de casos antigos encontrou vários rolos de filme não revelados da cena da morte do vocalista do Nirvana Kurt Cobain, em 1994, mas a polícia de Seattle disse na quinta-feira que não espera que a descoberta mude a circunstância em que o músico se suicidou.

O herói da música grunge morreu em Seattle aos 27 anos com um tiro que deu na cabeça. O detetive de polícia Michael Ciesynski Seattle começou a rever recentemente evidências sobre a morte do cantor para se familiarizar com o caso antes do 20º aniversário do incidente, no dia 5 de abril, antecipando a atenção esperada.

Ciesynski encontrou três ou quatro rolos de filme em um cofre com provas e mandou revelá-los, disse a detetive Renee Witt, porta-voz do Departamento de Polícia de Seattle.  As imagens mostram ângulos inéditos da cena e parecem ser de melhor qualidade do que algumas fotografias existentes, disse Witt.

A notícia da descoberta foi revelada pelo KIRO 7 News, programa de uma estação de TV de Seattle. O KIRO informou em seu site que a polícia tinha feito "uma nova investigação", declaração que, no entender de Witt, poderia dar a falsa impressão de que o caso foi reaberto.

"Não há novos desenvolvimentos, sem novas reviravoltas ou reversões no caso", disse Witt. "Encontramos esses filmes e isso é tudo. Continua sendo um caso de suicídio."

As fotografias foram tiradas por policiais que investigaram a morte de Cobain, continuou Witt. Não está claro o motivo de não terem sido revelados nesses 20 anos. Uma hipótese, segundo a detetive, é que os primeiros investigadores do caso tenham considerado redundantes e desnecessários.

Witt disse que o departamento de polícia divulgou publicamente duas das três fotografias de Cobain, mas nenhuma delas mostra o músico, apenas os itens encontrados no local, incluindo um par de óculos de sol, uma caixa de charutos, um chapéu semelhante ao usado em caçadas e um pacote de cigarro.

Cobain se tornou famoso como vocalista e compositor do Nirvana, banda definiu a era grunge então dominante na música rock durante a década de 1990.  O Nirvana alcançou o sucesso no mainstream com o single Smells Like Teen Spirit, o primeiro do segundo álbum da banda, Nevermind, lançado em 1991.

Livro no Brasil. A editora Nova Fronteira lança, na próxima semana, o livro Kurt Cobain, a Construção do Mito, de Charles Cross. "Meu objetivo nestas páginas será examinar como, em longo prazo, a obra e a vida de Kurt afetaram a música, a moda, o papel dos gêneros, o modo como lidamos com o suicídio e o vício em drogas, o modo como a sua cidade natal vê a si mesma e o próprio papel de Seattle na cultura", diz o autor. O livro custará R$ 24,90 e sairá pelo selo Agir.

Tudo o que sabemos sobre:
Kurt Cobain

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.