Ferran Paredes/ Reuters
Ferran Paredes/ Reuters

Polícia aguarda resultados para definir causa da morte de Dolores O'Riordan

Vocalista da banda Cranberries foi encontrada morta aos 46 anos

AP

19 Janeiro 2018 | 10h26

LONDRES - Um médico legista britânico aguarda os resultados de exames para determinar o que matou a vocalista do The Cranberries, Dolores O'Riordan. Ela morreu na segunda-feira, 15, aos 46 anos.

Um inquérito sobre a morte da cantora foi aberto nesta sexta-feira, 19, na Westminster Coroner's Court. O oficial Stephen Earl disse que O'Riordan foi encontrada desacordada em seu quarto de hotel e foi declarada morta no local pelos médicos da ambulância.

Ele disse que um exame post-mortem foi conduzido e "a justiça está aguardando os resultados de vários testes".

A polícia diz que não considera a morte suspeita, ou seja, não foram encontrados sinais de crimes.

Os Cranberries se juntaram em Limerick, na Irlanda, no fim dos anos 1980, e tiveram vários hits internacionais nos anos 1990, como Dream, Linger e Zombie.

Mais conteúdo sobre:
Dolores O'RiordanCranberries

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.