PM e bombeiros avaliam que show foi tranquilo

Um milhão e duzentas mil pessoas foram à praia de Copacabana para assistir ao show dos Rolling Stones, no sábado a noite, segundo a Polícia Militar. Apesar da multidão, que se concentrou perto do palco, no posto 3, foi uma noite considerada tranquila pela PM e pelo Corpo de Bombeiros.A Secretaria Municipal de Saúde informou que os quatro postos médicos montados no sábado na Praia de Copacabana prestaram até a madrugada deste domingo, 688 atendimentos médicos e foram registradas 230 ocorrências policiais (furtos e porte de drogas ilegais e três esfaqueamentos, sem gravidade).A maioria dos atendimentos médicos foi por excesso de bebidas, drogas e sol, mas houve até um início de parto, infarto, traumatismo craniano causado por queda de árvore e edema pulmonar), dos quais 44 foram transferidas para hospitais, e 29 salvamentos no mar (pessoas que entraram na água e não conseguiram sair sozinhas). Nenhuma pessoa morreu. Participaram do trabalho 20 médicos, 10 enfermeiros e 20 auxiliares de enfermagem. Doze ambulâncias, equipadas com UTIs móveis foram disponibilizadas.Algumas pessoas relataram ter visto batedores de carteira jogando documentos de vítimas na areia depois de retirarem o dinheiro. A fisioterapeuta Patrícia Xavier, de 29 anos, que veio de São Paulo para o espetáculo, contou que assistiu alguns roubos perto da grade que isolava o palco e que, por isso, preferiu se deslocar para mais longe. "Achei que não valia a pena me estressar só para ver o show de mais perto. Fora isso, foi tudo tranqüilo, muito mais do que eu poderia imaginar", elogiou. O número de ocorrências policiais pode ser considerado baixo, em se tratando de um público estimado em mais de 1 milhão de pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.