PM calcula público em 1 milhão de pessoas em Copacabana

A Defesa Civil do Rio registrou 67 ocorrências até as 19h30, no entorno do show dos Rolling Stones em Copacabana. Houve um incêndio - um carro que pegou fogo na rua -, 11 atendimentos para pequenos ferimentos sem necessidade de pronto-socorro, 23 pessoas socorridas em ambulância e 30 nos postos médicos, além de 2 afogamentos. A maior incidência era de pessoas que consumiram bebida alcoólica em excesso. Nenhum caso mais grave foi registrado pela Defesa Civil. A Polícia Militar calcula que, às 20 horas, 1 milhão de pessoas estavam em Copacabana para ver o show. A PM não registrou nenhuma ocorrência grave.Por volta das 18 horas, Cerca de 700 mil pessoas já estavam em Copacabana para o show dos Rolling Stones. O chefe do Estado Maior do Corpo de Bombeiros, coronel Marcos Silva, acreditava que este número chegasse a 2 milhões até a hora do show.A PM tem dois mil homens fazendo o patrulhamento na praia e, neste momento, está sendo feita a substituição dos que fizeram a segurança durante o dia. Eles estão espalhados na orla e nas ruas internas do bairro, do Leme ao Posto Seis. A Defesa Civil conta com 700 homens, 600 bombeiros e 100 guarda-vidas. Trinta viaturas para o combate a fogo e atendimento médico, seis motos com desfibrilador e, no mar, seis embarcações para combate a incêndio estão de prontidão.Além de 12 postos médicos espalhados pela orla. "O trabalho está muito tranqüilo. Acredito que 95% dos atendimentos serão por insolação ou excesso de consumo de bebidas alcoólicas", disse Silva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.