Franz Neumayr/ EFE
Franz Neumayr/ EFE

Plácido Domingo é ovacionado na primeira apresentação após ser acusado de assédio

O tenor e barítono espanhol voltou aos palcos no Salzburg Festival no domingo, 25, com a ópera 'Luisa Miller'

Redação, EFE

26 de agosto de 2019 | 10h23

O tenor e barítono espanhol Plácido Domingo foi ovacionado neste domingo, 25, em sua primeira apresentação e também aparição pública após ter sido acusado de assédio sexual por nove mulheres que trabalharam com ele nos anos 80.

Domingo voltou aos palcos no Salzburg Festival, em Salzburgo, na Áustria. O evento foi um dos que o apoiaram em meio ao escândalo e confirmaram suas apresentações - por outro lado, a San Francisco Opera e a Orquestra da Filadélfia, nos Estados Unidos, cancelaram convites ao espanhol.

Após se apresentar em Salzburgo na ópera Luisa Miller, o tenor agradeceu ao público pela calorosa recepção."Foi uma ópera extraordinária com um elenco fantástico, e foi verdadeiramente uma tarde inesquecível. O público nos recebeu com carinho", disse Domingo à Agência Efe.

Pouco depois de deixar o teatro Grosses Festspielhaus, onde aconteceu a representação da obra em três atos de Giuseppe Verdi, Domingo, de 78 anos, deu autógrafos e foi bastante elogiado por admiradores. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.