Pixies fazem show furioso no Lollapalooza

Banda colocou ênfase no baixo da novata Paz Lechantin, argentina que substituiu Kim Deal

Jotabê Medeiros, O Estado de S. Paulo

06 de abril de 2014 | 18h25

Os Pixies parece que entraram com alguma raiva no palco. Dos três shows do grupo no Lollapalooza na América do Sul (Chile, Argentina e Brasil), foi o mais pauleira, o mais potente em termos de som (e também de resposta de público). Houve também mais ênfase no baixo de Paz Lechantin, a nova instrumentista argentina que substituiu Kim Deal.

Parecendo motivados por algum tipo de questionamento, a banda já abriu a toda, com Bone Machine. No início, pediam para os técnicos aumentarem o som de seus instrumentos, parecendo buscar impacto. O som não estava tão baixo. A plateia aparecia nos telões berrando com energia as letras dos hits (alguns choravam, outros se esgoelavam), como Monkey gone to Heaven e Where’s my Mind)

Canções novas, como Bagboy, ganharam um novo alento, uma nova pegada, parecendo até clássicas. 

Tudo o que sabemos sobre:
Lollapalooza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.