Pista escaldante no Nokia Trends em SP

Nem o mais esperançoso clubber, que iniciou a onda de música eletrônica no País no início da década de 90, especialmente em São Paulo, poderia imaginar que um dia a "cena" (como é chamado o movimento entre os mais íntimos) seria disputada por empresas multinacionais querendo patrocinar festas e a vinda de DJs badalados. Confira o site do festivalNeste sábado, quando o DJ Magal abrir a terceira edição do Nokia Trends, uma nova página será virada na consolidação da música eletrônica. ?Por meio de pesquisas, percebemos que, ao falar de música, a primeira coisa que vem à cabeça dos jovens hoje é a eletrônica?, diz Anderson Ramos, gerente de marketing da Nokia. O destaque desta edição é a simultaneidade do evento, que acontece ao mesmo tempo em São Paulo e no Rio de Janeiro. O que rolar na versão carioca poderá ser acompanhado por aqui por meio de telões. Entre as atrações internacionais, há espaço para diversos estilos na eclética escalação. Um dos maiores nomes é o veterano trio inglês Human League, responsável por inúmeros hits do pop eletrônico dos anos 80, como Being Boiled e Don?t you want me.Da Bélgica vem o The Glimmers, duo que mistura eletrônica e rock, na mesma linha do Mylo, que tocou por aqui no Skol Beats. Com uma sonoridade que mescla disco music com punk, a banda !!! (fala-se tschik-tschik-tschik) representa o lado mais orgânico do festival. Para os fãs de um som mais pesado, desembarcam da Alemanha a DJ Ellen Alien e o duo Alter Ego, dois nomes de destaque no cenário tecno atual. Do mesmo país, só que com um som que passeia pela house e pelo eletro, a dupla Tiefschwarz fazem sua estréia no País, trazendo na bagagem o rótulo de "novos queridinhos" da imprensa européia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.