Pianista de 13 anos é destaque em concerto da Osesp

É comum vermos em currículos degrandes pianistas a informação de que começaram suas carreirasainda jovens, lá atrás no passado, crianças praticamente, aolado de grandes orquestras. Nos concertos da Osesp desta semana,está a chance de, seguindo o caminho inverso, presenciar umdestes momentos, uma vez que o pianista Pablo Rossi, de 13 anos,será o solista das apresentações, comandadas pelo maestroassociado Roberto Minczuk.Rossi é natural de Florianópolis, onde estudou com OlgaKiun. Não é um completo desconhecido do público paulistano. Quemassistiu às masterclass de Stephen Kovacevich na Sala São Pauloem março, elogia o talento e o senso musical do garoto. Para opúblico da Região Sul do País, já se apresentou, entre outrosgrupos, com a Orquestra Sinfônica do Paraná e a Orquestra deCâmara Solistas de Londrina.Em São Paulo ele vai interpretar o CapriccioBrilhante, de Mendelssohn, e tem uma intensa agenda pelafrente. Não apenas toca amanhã e sábado - dias normais deconcertos da orquestra - como repete o mesmo programa no domingo, na terça e na quinta-feira. Isso porque as apresentações destasemana fazem parte do projeto A Orquestra É a Minha Cara, daCoordenadoria de Programas Educacionais da Osesp, voltado paraalunos e professores do ensino público e particular de educaçãobásica e de música.A idéia é apresentar a orquestra para as crianças,conceito que guiou a escolha das peças a serem executadas: asuíte Pedro e o Lobo, de Prokofiev (com narração do atorJosé Maurício Cagno), o Carnaval dos Animais, de CamilleSaint-Saëns, e as Bachiannas Brasileiras n.º 2, de HeitorVilla-Lobos.Os concertos desta semana também dão uma amostra do quevem por aí com relação a gravações da Osesp. A orquestra começaa gravar no dia 22, sob regência de Minczuk, a integral dasBachianas Brasileiras de Villa-Lobos.Berio - A programação de junho segue na semana que vem,novamente com Minczuk no pódio, em um concerto com a abertura deDon Giovanni de Mozart, o Concerto para Violino de Bruch(com solos da violinista Lara St. John) e a Sinfonia n.º 5de Shostakovich. Na semana seguinte, o grande destaque, em umprograma que também tem a Quinta de Schubert, é a presençado grupo Swingle Singers, que vai interpretar a Sinfonia para8 Vozes e Orquestra, escrita para eles pelo compositor LucianoBerio. Ele, por motivos de saúde, não vem mais ao País paraacompanhar a apresentação.Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Amanhã(30), às 21 horas; sábado, às 16h30. Domingo, extra, às 17horas. De R$ 12,00 a R$ 36,00. Sala São Paulo. Praça JúlioPrestes, s/n.º, tel. 3337-5414.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.