Pete Doherty terá que indenizar fotógrafa por câmera quebrada

Cantor se declarou culpado nesta quinta pelo incidente ocorrido em agosto passado na Inglaterra

Efe,

24 de julho de 2008 | 15h14

O cantor britânico Pete Doherty, vocalista do grupo Babyshambles, terá que indenizar em 918,27 libras (US$ 1.725 ou R$ 2.722) uma fotógrafa por ter quebrado a câmera da profissional, ordenou nesta quinta-feira, 24, um tribunal britânico.   O incidente aconteceu em agosto passado em Somerset (sudoeste da Inglaterra).   Segundo a agência britânica de notícias PA, o músico agarrou a câmera da fotógrafa Catherine Mead e quebrou a objetiva da repórter, após pedir que ela e sua colega aparecessem.   Os fatos ocorreram após o vocalista ser liberado sem acusações depois ter sido detido pela polícia por suposta posse ilegal de droga.   Doherty, de 29 anos e ex-namorado da modelo britânica Kate Moss, se declarou culpado nesta quinta em um tribunal de Yeovil (sudoeste) de causar danos à câmera de Mead, pelo que o juiz ordenou que indenizasse a fotógrafa.   Este é o último encontro do cantor com a Justiça, após Doherty ter passado, este ano, 29 dias na prisão por violar os termos de sua condicional, ao reincidir em delitos de drogas.

Tudo o que sabemos sobre:
Pete Doherty

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.