Pete Doherty, ex de Kate Moss, novamente na prisão

Pete Doherty, vocalista da banda britânica Babyshambles e ex-namorado da modelo Kate Moss, foi preso ontem em Birmingham, no Reino Unido, acusado de ter roubado um carro e de posse de drogas da classe A, as mais pesadas.Pete foi pego roubando o carro em Londres, com mais dois amigos da cidade de Dundee, de 18 e 19 anos. Todos foram libertados sob fiança, segundo informou a polícia.A última estadia do cantor de 26 anos na prisão foi ainda este ano, de 27 de janeiro a 8 de fevereiro, também por porte de drogas. Acabou sendo condenado a 12 meses de trabalhos comunitários. Peter Doherty ficou conhecido mundialmente quando cantava e tocava guitarra na banda Libertines. O affair com Kate Moss, claro, fez com que o cantor ficasse ainda mais na mira dos tablóides. Em setembro do ano passado, uma foto do casal usando cocaína foi publicada pelo jornal Daily Mirror. Desde então, Pete enfrentou outras acusações de porte de drogas. Kate Moss perdeu importantes contratos e se internou numa clínica de reabilitação nos Estados Unidos. Teve que depor em Londres e só apareceu publicamente na semana passada, em um desfile da grife britânica Burberry, em Milão, na Itália. Enquanto Pete continua se envolvendo em escândalos, Kate parece ter dado a volta por cima: está prestes a fechar o contrato mais lucrativo de sua carreira, de US$2,6 milhões, com a Calvin Klein.

Agencia Estado,

28 de fevereiro de 2006 | 19h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.