Pete Doherty condenado a 18 meses de tratamento

O cantor Pete Doherty, vocalista do grupo Babyshambles e ex-namorado da modelo britânica Kate Moss, foi detido novamente hoje por suposta posse de drogas, três horas depois de um tribunal londrino livrá-lo da prisão por um crime parecido. Doherty, de 26 anos foi detido no leste de Londres depois que a Polícia parou o carro onde estava. O tribunal da capital britânica determinou que o cantor, julgado por consumo e posse de drogas, deverá passar por um tratamento de reabilitação de dezoito meses.Doherty, que evitou ser preso após declarar-se culpado de várias acusações de posse de entorpecentes, estará sob supervisão dos serviços sociais, segundo a Corte. O tribunal também havia proibido o cantor de dirigir por seis meses.A juíza Jane McIvor, do tribunal de Tâmisa, em Londres, disse hoje que o caminho para a recuperação pelo consumo de drogas pode ser longo e difícil, mas destacou o esforço feito pelo cantor para superar o problema.No entanto, especificou que, se Doherty não cumprir a ordem imposta pela Justiça, pode ser condenado à prisão.Doherty foi detido várias vezes por consumo de entorpecentes, tendo contabilizado, só este ano, oito acusações.

Agencia Estado,

20 de abril de 2006 | 18h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.