Pet Shop Boys criticam governo Blair

A banda britânica Pet Shop Boys criticou, em seu último álbum, o governo trabalhista do premier Tony Blair por ter introduzido cédulas de identidade biométricas "como forma ineficaz" de combater o terrorismo. Os músicos Neil Tennant e Chris Lowe também criticaram Blair por suas políticas exteriores, em uma música chamada I´m With Stupid (Estou com um estúpido), inspirada na relação entre o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e o premier britânico. Tennant, que no passado fez campanha para o Partido Trabalhista, disse estar tão decepcionado com Blair que decidiu agora apoiar os Liberais Democratas, terceira força política do país. "Neil sempre foi um simpatizante do Partido Trabalhista, mas nas últimas eleições (de maio passado) votou nos Liberais Democratas porque é totalmente contra a idéia das cédulas de identidade obrigatórias", declarou um porta-voz dos Pet Shop Boys. Segundo o porta-voz, para a banda britânica o governo Blair "deveria aumentar as liberdades individuais, não limitá-las"."O grupo musical não acredita que essas medidas sejam eficientes para combater o terrorismo. Algumas das músicas do último disco falam do clima de medo que foi explorado pelas autoridades para aprovar a lei das cédulas de identidade", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.