REUTERS/Daniel Acker
REUTERS/Daniel Acker

Pedra encontrada em Marte ganha nome dos Rolling Stones

Homenagem da Nasa foi divulgada nesta quinta-feira, 22, em um show da banda

Redação, AP

23 de agosto de 2019 | 09h57

Há agora uma "rocha dos Rolling Stones" em Marte, e ela está deixando Mick, Keith e os 'meninos' muito felizes. A Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa) deu o nome do grupo lendário de rock a uma pequena pedra capturada pela sonda robótica Insight na superfície de Marte no ano passado. O novo apelido se tornou público em um show dos Rolling Stones na noite desta quinta-feira, 22.

 “A Nasa nos deu algo que sempre sonhamos, nossa própria rocha em Marte. Eu não posso acreditar”, Mick Jagger disse ao público após criticar uma versão de Tumbling Dice . “Eu quero trazê-la de volta e colocá-la em nossa lareira”.

O ator Robert Downey Jr. foi responsável por anunciar a homenagem, subindo ao palco pouco antes da apresentação da banda em um estádio do sul da Califórnia, que fica a poucos passos do laboratório que administra o InSight.

"A polinização cruzada entre ciência e uma lendária banda de rock é sempre uma boa ideia", disse o ator nos bastidores. Ele contou à multidão que os cientistas inventaram o nome em um momento de 'ataque de fã' e 'associação inteligente'. "Charlie, Ronnie, Keith e Mick não se opunham à ideia", disse Downey, "mas de forma igualitária, eles sugeriram que eu ajudasse a obter 60 mil votos para tornar o nome oficial, então essa é a minha missão". 

Ele liderou a audiência em um grito de "sim" antes de declarar a ação feita. Jagger disse mais tarde: "Eu gostaria de fazer um agradecimento especial ao nosso homem favorito da ação, Robert Downey Jr. Foi uma introdução muito boa que ele deu". 

A pedra, pouco maior que uma bola de golfe, foi movida pelo próprio InSight quando o robô aterrissou em marte em 26 de novembro. Ela se moveu apenas 0,9 metros, mas foi o mais distante que a Nasa viu uma pedra rolar enquanto pousava uma embarcação em outro planeta. 

Tudo o que sabemos sobre:
Rolling Stonesmúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.