Pedido de desculpas não livra Dixie Chicks de protestos

Os problemas gerados pela declaração da integrante do trio country Dixie Chicks podem estar só no começo. Mesmo com o pedido de desculpas feito por Natalie Maines por suas declarações sobre o presidente dos EUA, o clima entre as três meninas da banda e os fãs continua pesado. No sábado, pouco mais de cem pessoas esmagaram CDs das Dixie Chicks usando um rolo compressor de quase 15 toneladas em Bossier City, Louisiana.Natalie Maines disse na semana passada que sentia vergonha pelo fato de o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ter nascido no mesmo estado que ela, o Texas. O resultado foi desastroso para o trio. Imediatamente, rádios de country music começaram a boicotar as músicas da banda, com apoio de vários ouvintes que ligaram e pediram o boicote.A reação dos fãs e ouvintes em geral levou Natalie Maines a divulgar um comunicado afirmando que "quem tem o cargo de presidente tem que ser respeitado de qualquer maneira". Para os fãs da música country que se reuniram para destruir os discos das Dixie Chicks, a desculpa não adiantou. "Até aquela declaração, eu gostava de ouvi-las", disse Rusty Sullivan, que é empresário e recebeu muitos pedidos para retirar as músicas do trio da música ambiente de sua empresa.

Agencia Estado,

17 de março de 2003 | 18h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.