Paulistas abrem as semifinais do 7.º Prêmio Visa

A fase semifinal do 7.º Prêmio Visa de Música Brasileira - Edição Instrumental começa hoje, com a apresentação de uma dupla, um trio e um quarteto, todos paulistas. O primeiro a se apresentar é o grupo Choro Elétrico: 4X0, formado por músicos que se conheceram na Unicamp. Em seguida vêm os violonistas João Luiz e Douglas Lora e o Trio Setó, da capital. Durante as semifinais, o Prêmio Visa, realizado pela Rádio Eldorado, encerra cada noite com o show de um cantor. Hoje será a vez do carioca Simoninha, que lançou recentemente o CD Live Session at Trama Studios. Os ingressos custam R$ 10 e todo o valor arrecadado vai para o Instituto Baccarelli, que desenvolve ações sociais ligadas à cultura. O júri, presidido pelo pianista e arranjador Nelson Ayres, teve uma alteração. No lugar do violonista Paulo Bellinati, que está viajando em turnê, entra o acordeonista Toninho Ferragutti. Os demais são a produtora musical Luciana Rabello, o violonista Ulisses Rocha e o pianista Amilton Godoy. Pelo desempenho nas eliminatórias, dá para prever que a disputa será difícil. O grupo Choro Elétrico: 4X0. vai apresentar versões personalizadas para Sarau para Radamés (Paulinho da Viola), Conta Outra (Danilo Penteado), Um Baile em Catumby (Eduardo Souto) e Segura Ele (Pixinguinha/Benedito Lacerda). A dupla João Luiz e Douglas Lora vai repetir Forrozim (Heraldo do Monte). Completam o roteiro a inusitada Serrado (Djavan), Cantiga (de Lora) e o choro Doce de Coco (Jacob do Bandolim). O Trio Setó casa violão, percussão e contrabaixo em Setó (Eduardo Contrera), Corta Jaca (Chiquinha Gonzaga), Eu Quero um Samba (Haroldo Barbosa/Janet de Almeida) e Valsa Negra (Leandro Braga). 7.º Prêmio Visa de Música Brasileira - Edição Instrumental - 1.ª semifinal. Hoje, às 21 horas, no Tom Brasil, Rua das Olimpíadas, 66, Vila Olímpia. Informações pelo telefone 2108-6771 ou pelo site www.premiovisa.com.br. R$ 10.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.