Divulgação
Divulgação

Paul Simon e Yo-Yo Ma ganham prêmio Polar, o 'Nobel da música'

Artistas receberão honraria das mãos do rei Carlos XVI Gustavo durante cerimônia em Estocolmo

EFE

08 de maio de 2012 | 10h27

O cantor de folk rock Paul Simon e o violoncelista Yo-Yo Ma foram agraciados nesta terça-feira em Estocolmo com o prêmio Polar 2012, considerado o "Nobel da música".

O júri destacou que ninguém mais que Paul Simon merece o epíteto de "compositor de classe mundial", já que durante cinco décadas "construiu pontes não só sobre águas turbulentas, mas sobre oceanos inteiros, reunindo os continentes do mundo com sua música".

Quanto a Yo-Yo Ma, os jurados o classificaram de "o violoncelista mais importante de nosso tempo", destacando que "é a prova viva de que música é comunicação, paixão e habilidade para compartilhar experiências".

Os dois artistas receberão 1 milhão de coroas (US$ 146 mil) cada um das mãos do rei Carlos XVI Gustavo na cerimônia de entrega do prêmio, que será realizada em 28 de agosto no Konserthus, em Estocolmo.

Nascido em Newark (EUA) em 1941, Simon formou com seu amigo Art Garfunkel o popular duo Simon & Garfunkel, com o qual gravou álbuns influentes como The Sounds of Silence e Bridge Over Troubled Water, para depois empreender carreira solo.

Simon ganhou 12 prêmios Grammy, incluído um por toda sua carreira, e faz parte do Hall da Fama do Rock and Roll.

Filho de pais chineses, Yo-Yo Ma nasceu em Paris em 1955, mas com 5 anos de idade se mudou com a família para Nova York, adquirindo posteriormente a nacionalidade americana.

Desde muito pequeno começou a tocar violoncelo com seu pai, graças a um talento que o levou a gravar 75 discos e a ganhar 15 prêmios Grammy.

O Polar foi criado em 1989 por Stig Andersson, produtor, compositor e representante do grupo ABBA.

Desde que começou a ser distribuído, em 1992, a láurea foi dada a vários artistas de renome, entre eles o brasileiro Gilberto Gil.  

Tudo o que sabemos sobre:
Paul SimonYo-Yo MaPolar 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.