Daniel Acker/Reuters
Daniel Acker/Reuters

Paul McCartney, Ringo Starr, Elton John e outros lamentam morte de Charlie Watts

Baterista dos Rolling Stones morreu nesta terça-feira aos 80 anos

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2021 | 15h08

Ex-Beatles, astros do pop e do rock e personalidades brasileiras e estrangeiras se manifestaram sobre a morte de Charlie Watts, ex-baterista dos Rolling Stones nesta terça-feira, 24.

"É tão triste saber que Charlie Watts, baterista dos [Rolling] Stones, morreu. Ele foi uma pessoa adorável, eu sabia de sua doença mas não sabia que estava tão mal. Portanto... muito amor à família, à esposa, aos amigos e conhecidos. E meus sentimentos aos Stones. Esse foi um duro baque para a banda, pois Charlie era como uma pedra, um baterista exuberante, firme como rocha. Então nós sempre te amaremos, Charlie, um homem maravilhoso. E meus sentimentos à família", afirmou o ex-Beatle Paul McCartney em um vídeo para as redes sociais.

O ex-baterista dos Beatles Ringo Starr também demonstrou sua solidariedade: "Deus abençoe Charlie Watts, nós sentiremos saudades de você, cara, paz e amor à família". 

O astro da música Elton John também ofereceu suas condolências: "Um dia extremamente triste. Charlie Watts foi o baterista perfeito. O sujeito mais estiloso de todos e um incrível companheiro. Minhas profundas condolências a Shirley, Seraphina e Charlotte. E, é claro, aos Rolling Stones".

Paul Stanley, da banda Kiss, afirmou que a morte de Watts foi uma "notícia horrível". "Um dos verdadeiros ícones atemporais e a espinha dorsal dos Stones", acrescentou.

O músico John Mayer definiu Charlie Watts como "o resumo do cool" em uma postagem em suas redes sociais.

João Barone, baterista dos Paralamas do Sucesso, também se manifestou por meio de suas redes sociais para lamentar a morte de Watts: "Que tristeza a perda do Charlie Watts, houve um boato recente sobre sua morte, mas agora foi confirmado. Uma lástima…" E, em outra publicação, ele prosseguiu: "Não adianta a gente tentar se consolar com uma perda destas como a do Charlie Watts, os Stones são a coisa mais perto de um grupo de super-heróis de verdade, nos acostumaram com a ideia de que não morreriam nunca… daí vem a terrível  realidade. Obrigado por tudo, Charlie. RIP…"

 

Para Lenny Kravitz, Watts foi "a batida dos Stones" e "os grooves falam por si".

 

O lendário Brian Wilson foi outro que se pronunciou ao saber da morte de Watts: "Estou simplesmente chocado por saber sobre Charlie Watts. Não sei o que dizer, eu me sinto terrível pela família de Charlie. Charlie era um grande baterista e eu amava a música dos Stones, eles fizeram grandes álbuns. Amor & misericórdia"

 

Bryan Adams também reagiu à morte de Watts, que classificou de "um dos melhores bateristas de rock de todos os tempos e um genuíno cavalheiro".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.