Paul McCartney homenageia Hollywood em novo álbum

O novo álbum de Paul McCartney, "Kisses on the Bottom", leva o ex-beatle à era de ouro de Hollywood, evocada em canções clássicas e em faixas inéditas.

REUTERS

19 de janeiro de 2012 | 21h18

Paul faz uma "viagem profundamente pessoal" pelo cancioneiro norte-americano clássico que inspirou McCartney e o parceiro John Lennon nas composições dos Beatles.

"Quando crescemos, tínhamos a era do meu pai ou, no caso de John, da mãe dele, que escutávamos, e aí quando fomos escrever canções de rock isso influenciou o rock", disse McCartney a jornalistas em Londres nesta quinta-feira.

Ele acrescentou que "Honey Pie", dos Beatles, é uma dessas faixas que "evocam Hollywood".

O ex-beatle disse que teve como inspiradores alguns dos mais famosos atores e cantores do cinema norte-americano, como Frank Sinatra, Dean Martin e especialmente Fred Astaire, cujo estilo e voz foram uma referência para McCartney ao longo da carreira.

Ele disse que "há muito tempo" desejava gravar esse álbum, primeiro com os Beatles, depois individualmente, mas que se viu obrigado a adiar o projeto depois que os cantores britânicos Robbie Williams e Rod Stewart lançaram trabalhos com clássicos das big bands. McCartney disse que não queria passar a impressão de estar "pegando o bonde".

McCartney contou com a colaboração do produtor Tommy LiPuma e da premiada cantora de jazz Diana Krall para gravar "Kisses on the Bottom" em Londres, em Nova York e no famoso estúdio da Capitol Records, em Los Angeles. Ele escolheu clássicos como "More I Cannot Wish You", do musical "Guys and Dolls", e uma lenta versão de "Bye Bye Blackbird".

Outras colaborações no álbum são do lendário Stevie Wonder, em "Only Our Hearts", tributo à música das décadas de 1930 e 40; e de Eric Clapton, em "My Valentine", uma das músicas favoritas de McCartney no álbum, na verdade uma carta de amor à sua nova esposa, Nancy Shevell.

O lançamento de Kisses on the Bottom está marcado para 7 de fevereiro.

(Reportagem de Piya Sinha-Roy)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.