Paul McCartney faz show nos EUA em estádio de despedida dos Beatles

Concerto foi último evento do Candlestick Park, em São Francisco, antes de ser demolido

EFE

15 de agosto de 2014 | 10h28

SÃO FRANCISCO - O estádio norte-americano Candlestick Park, em São Francisco - que foi palco do último concerto dos Beatles em 1966 -, viveu outra noite memorável com a apresentação de Paul McCartney nesta quinta-feira, 14. O show foi o último evento do local antes de sua demolição.

Do mesmo modo que o Candlestick se despediu do quarteto de Liverpool numa noite fria de 29 de agosto de 1966, o destino quis que um dos protagonistas daquele dia, 48 anos depois, fosse quem desse o último adeus ao estádio. 

A atuação de McCartney, que tocou tanto repertório solo quando sucessos dos Beatles, levou um público de quase 50 mil pessoas (o dobro do concerto de 1966) e deixou a cidade em frenesi. Depois do concerto de ontem, o estádio será demolido para dar lugar a empreendimentos residenciais e comerciais.

"Não podia perdê-lo, simplesmente não podia. Estive quando os Beatles tocaram em 66 e aquele show marcou toda a minha vida. Eu tinha que voltar", explicou à EFE Rose Kurtz, uma fã de Reno, em Nevada, que foi à cidade exclusivamente para ver o concerto. Na quinta-feira, pela manhã, ela e o marido aproveitaram as horas antes do show para passear pelos arredores do estádio.

A expectativa do show era tanta que, quando começaram as vendas dos ingressos - com preços entre 50 e 255 dólares -, se esgotaram em poucas horas. O próprio Paul quis fazer do concerto uma ocasião especial e animou a festa com mais de 900 efeitos pirotécnicos, número bem acima do habitual em suas apresentações.

Há quase meio século, John Lennon, George Harrison, Ringo Starr e Paul McCartney se despediram dos Beatles com um público de 25 mil pessoas, cantando sucessos como 'yesterday', 'Long Tall Sally', 'Paperback Writer' e 'She's a Woman'. Naquela época, os ingressos custaram entre 4,5 e 6,5 dólares.

O concerto de ontem, batizado como Farewell to Candlestick (Despedida de Candlestick, em português) celebrou um marco da turnê Out There de McCartney, que já passou por vários países latinos, como Uruguai, Chile, Peru e Equador, e outras cidades dos EUA, como Chicago e Los Angeles.

O Candlestick Park é municipal e fica na zona sudeste da cidade. Ele foi inaugurado em 12 de abril de 1960 pelo então presidente norte-americano Richard Nixon para abrigar o time de baseball Giants. Na década de 1970, o Giants se uniu ao time de futebol americano 49ers e compartilharam o estádio até 1999, quando foi criado o estádio AT&T Park.

No ano passado, o 49ers jogou sua última temporada no Candlestick e vão se fixar em um novo estádio em Santa Clara, no sul de São Francisco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.