Pardinho, parceiro de Tião Carreiro, está em coma

O violeiro, compositor e cantor sertanejo, Antônio Henrique de Lima, de 68 anos, conhecido no mundo da música caipira como "Pardinho", está em coma no Hospital Geral de Sorocaba, no interior do Estado de São Paulo, onde está internado desde o último dia 27, vítima de hipertensão. A informação é do assessor de imprensa do hospital Sérgio Coelho de Oliveira. O paciente, que sofreu derrame cerebral durante período de internação, permanece na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).O artista, famoso por sua parceria com Tião Carreiro nasceu em São Carlos, interior de São Paulo, em 1932. A dupla com mineiro Tião Carreiro, natural de Montes Claros, teve início em 1956. No mesmo ano em que venceu o torneio de música caipira da Rádio Tupi, Pardinho formou a parceria com o novo companheiro para logo emplacar o sucesso "Cavaleiro do Bom Jesus" (João Alves, Nhô Silva, Teddy Vieira).No ano da fundação de Brasília, os músicos gravaram pela primeira vez um novo rítimo, que se popularizaria pelo interior de São Paulo e Minas Gerais: o pagode. Este gênero não tem relação com o ritmo derivado do samba carioca que viria anos mais tarde a ser desenvolvido no bloco carnavalesco Cacique de Ramos, mas - com o mesmo nome - levou Tião Carreiro e Pardinho a serem homenageados pelo Presidente da República, Juscelino Kubitschek.O nome da composição que deu início ao gênero era justamente "Pagode em Brasília", de autoria de Teddy Vieira e Lorival Santos. A parceria consolidou-se no decorrer de mais de 30 anos e quase 50 LPs. As interpretações, sempre com solos de viola de Tião e primeira voz de Pardinho, fizeram de muitas composições verdadeiros clássicos da viola. O maior deles é "Rio de Lágrimas" - ou "Rio de Piracicaba" -, do próprio Tião Carreiro com Lorival Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.