Paralamas: agora é a vez de São Paulo

Chegou a vez dos paulistas atestarem aquilo que os fãs dos Paralamas do Sucesso de várias partes do Brasil já comprovaram: Herbert Vianna está mesmo recuperado do acidente de ultraleve que o deixou paraplégico, no começo de 2001.A banda faz uma única apresentação hoje na cidade, no Credicard Hall, junto com os grupos Capital Inicial e Titãs, na festa de aniversário de 26 anos da rádio Jovem Pan FM.A primeira apresentação dos Paralamas depois do acidente áereo, aconteceu em um show fechado, nos estúdios da Rede Globo, no Rio de Janeiro, para um público de 150 fãs e 50 jornalistas. Na ocasião, o público se emocionou ao perceber que Herbert estava com a voz firme - ainda que desafinada, como sempre foi."É uma benção sem tamanho renascer, voltar diante de pessoas tão entusiasmadas", falou o vocalista, no seu retorno oficial aos palco. "É muito bom rasgar o peito e ver que um monte de gente consegue se identificar. Isso é time que joga na bola mesmo."Desde então, a cena vem se repetindo. Em turnê de lançamento do disco Longo Caminho - que chega a São Paulo, no mesmo Credicard Hall, nos dias 14 e 15 de dezembro -, a banda vem comovendo as platéias que tem encontrado. No último fim de semana, foram os mineiros de Belo Horizonte que assistiram ao grupo em três noites, no Palácio das Artes.Além do repertório do novo álbum, que tem o rock Calibre como carro-chefe radiofônico, os Paralamas devem apresentar vários sucessos da carreira, como Vital e Sua Moto, Fui Eu e Que País É Este? (do Legião Urbana).Os Titãs também se apresentarão em condições especiais. É a primeira vez que a banda faz show em São Paulo depois do desligamento do baixista, cantor e compositor Nando Reis - que apresentou na cidade seu show-solo, nos últimos sábado e domingo, no Sesc Pompéia.A biografia do grupo paulista A Vida Até Parece Uma Festa foi lançada oficialmente ontem e a capa do livro traz uma fotografia com somente os cinco integrantes remanescentes - sem Nando, Marcelo Frommer (guitarrista da banda, que morreu atropelado em 2001) e Arnaldo Antunes (que deixou a banda em 1992).A decisão do grupo não agradou Nando. "Participei de tudo que a banda fez até hoje e acho, no mínimo, estranho que a capa do livro traga essa foto", disse o compositor, na semana passada. "Posso até entender, mas não concordo."Paralamas do Sucesso, Titãs e Capital Inicial, hoje, às 20h, no Credicard Hall (Av. das Nações Unidas, 17955. Tel. 6846-6000). De R$ 30,00 a R$ 80,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.