Trudie Lee
Trudie Lee

Palácio das Artes de Belo Horizonte apresenta temporada de ópera virtual

Até novembro, programação inclui palestras, debates, vídeos e mostra de filmes

Júlia Corrêa, O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2020 | 12h36

A Fundação Clóvis Salgado, que administra o Palácio das Artes, em Belo Horizonte (MG), adaptou a celebração dos 50 anos do complexo cultural para o ambiente online. A data não poderia passar em branco e, assim, a consagrada programação de ópera do local ganhou novos contornos diante da pandemia.

Mantendo a tradição de aliar, aos espetáculos da temporada, palestras e atrações como encontros entre artistas e público, a programação, que se estende até o fim de novembro, terá seminário, cursos, oficinas e lançamento de vídeos didáticos sobre ópera.

Desta terça-feira, 13, até o dia 18 de outubro, o "webinar" #óperahoje — com curadoria de Nelson Rubens Kunze, editor da Revista Concerto, e de Flávia Furtado, diretora executiva do Festival Amazonas de Ópera — promove discussões sobre o mercado operístico no Brasil, com questões como a atração de novos públicos, a diversidade e o momento do jornalismo cultural.

Eliane Parreiras, presidente da Fundação Clóvis Salgado, faz a abertura às 15h, seguida por palestra do crítico João Luiz Sampaio, colaborador do Estadão, sobre os 150 anos de O Guarani, de Carlos Gomes. Entre outros destaques, na quinta-feira, 15h, a partir das 18h, uma mesa que traz convidados como o maestro Roberto Minczuk discute a situação dos teatros e orquestras em tempos de pandemia.

Entre 19 de outubro e 22 de novembro, a atividade Academia de Ópera traz, por exemplo, palestras sobre os principais títulos e características das óperas italianas, francesas e alemãs, além de mesas comemorativas dos 50 anos da Fundação Clóvis Salgado.

Um vídeo com ária do Coral Lírico e da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais também marca a programação, com a interpretação de Ineggiamo, parte da ópera Cavalleria Rusticana, de Pietro Mascagni. O maestro argentino Hernán Sanchéz participa da produção, que vai ao ar em 28 de outubro nas redes sociais da Fundação. 

A mostra de filmes Cinema e Ópera: Diálogos, com curadoria de João Luiz Sampaio, ocorre entre 3 e 22 de novembro e busca mostrar o encontro entre essas duas linguagens em grandes obras, como Macbeth​, de Shakespeare, e suas montagens por Verdi, nos palcos, e por Orson Welles, nas telas.

Todas as transmissões serão feitas no site, nas redes sociais e no canal do YouTube da Fundação Clóvis Salgado. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.