Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AP
AP

Pai de Britney Spears continuará sendo seu tutor, decide tribunal dos EUA

Juíza de Los Angeles rejeita pedido de advogado da cantora para encerrar guarda de James Spears

AFP, O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2021 | 07h41

Um tribunal de Los Angeles rejeitou a alegação de Britney Spears de encerrar a custódia de seus assuntos pessoais e comerciais concedida a seu pai desde 2008, informou a mídia dos Estados Unidos na quinta-feira, 30.

A decisão foi tomada dias depois que a cantora de 39 anos fez um apelo contra a custódia "abusiva", em uma audiência virtual na semana passada. “Eu só quero minha vida de volta. 13 anos se passaram e já chega”, Britney Spears disse então.

Suas finanças e assuntos pessoais têm sido administrados em grande parte por Jamie Spears desde seu colapso nervoso público há mais de uma década, o que levou milhares de fãs a lançar a campanha online #FreeBritney nos últimos anos.

A decisão do tribunal de Los Angeles na quarta-feira seguiu-se a um pedido do advogado da cantora para encerrar a guarda de James Spears.

A decisão de "suspender James P. Spears" como guardião e conceder controle exclusivo dos bens da cantora a uma entidade financeira, conforme solicitado pelo advogado de Britney Spears, "foi rejeitada", decidiu a juíza Brenda Penny, de acordo com uma sentença que a rede CNN teve acesso.

Documentos judiciais confidenciais publicados na semana passada pelo jornal The New York Times afirmam que Spears disse a um investigador do tribunal que a tutela "se tornou uma ferramenta opressora e de controle contra ela" desde 2016.

Segundo reportagem do jornal, a artista disse à investigadora que queria que a tutela terminasse o mais rápido possível e que estava "farta de ser aproveitada".

A revelação de que a custódia a impediu de remover seu DIU - apesar da cantora querer estar no controle de sua medicação anticoncepcional - gerou raiva online entre seus fãs e grupos de direitos reprodutivos.

A controvérsia em torno do caso legal de Britney Spears ganhou novo ímpeto após o lançamento do documentário "Framing Britney Spears" em fevereiro, que relata o processo que levou a seu colapso emocional e à nomeação de seu pai como tutor.

Após seu divórcio de Kevin Federline, em 2006, e a perda da custódia de seus filhos no ano seguinte, os paparazzi a fotografaram descalça em um posto de gasolina com a cabeça raspada.

Sob a tutela de seu pai, Britney Spears rapidamente voltou a atuar. Ela lançou três álbuns, apareceu em vários programas de televisão e até aceitou uma residência em Las Vegas.

Mas, em janeiro de 2019, a cantora anunciou abruptamente que suspenderia suas apresentações até novo aviso. Britney Spears sempre teve um relacionamento difícil com seu pai.

Tudo o que sabemos sobre:
Britney SpearsmúsicaJamie Spears

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.