REUTERS/Mario Anzuoni
REUTERS/Mario Anzuoni

Ozzy Osbourne revela ter doença de Parkinson

Declaração foi feita pelo roqueiro em programa exibido pela TV americana

Redação, O Estado de S. Paulo

21 de janeiro de 2020 | 16h54

O roqueiro britânico Ozzy Osbourne, ex-vocalista da banda Black Sabbath, revelou nesta terça-feira, 21, que foi diagnosticado com doença de Parkinson em fevereiro do ano passado, após uma queda em casa que o obrigou a fazer uma cirurgia no pescoço e "estragou" os nervos.

Osbourne foi honesto sobre seus problemas de saúde no programa Good Morning America, exibido pela televisão americana, no qual participou com sua mulher Sharon, que explicou que o cantor sofre de PRKN2, um tipo de Parkinson "que não é uma sentença de morte", mas "afeta certos nervos do corpo".

No início de 2019, Osbourne adiou todos os seus shows programados para o resto do ano e disse que estava se recuperando de uma lesão sofrida durante um ataque de pneumonia. Foi sua maior pausa musical desde que ele começou a atuar há quase 50 anos.

Ele observou que, devido às suas origens de "classe trabalhadora, "não gosta" de decepcionar as pessoas. "Quando vejo meu minha esposa trabalhando, meus filhos trabalhando e todo o mundo tentando me ajudar, isso me deprime porque não posso contribuir com a minha família". 

Osbourne foi positivo na entrevista, dizendo estar "muito melhor agora do que em fevereiro passado", quando foi diagnosticado com um "caso de Parkinson" e agradeceu o apoio de seus fãs e sua família, de quem ele disse que precisava e colocou um monte de menos.

No momento, o cantor parece estar recuperando suas forças e lançou recentemente sua primeira música em mais de uma década,

Ordinary Man, com Elton John. "Ainda não vou a lugar nenhum", disse o roqueiro, que quer voltar para a estrada./EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Ozzy Osbournemúsicarock

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.