Ozzy canta para 40 mil pessoas no estádio do Palmeiras

Polêmico cantor começou o show com 'I don't Want to Stop' e mostrou que continua em forma

Jotabê Medeiros, de O Estado de S. Paulo, e AE,

06 de abril de 2008 | 01h45

O cantor Ozzy Osbourne encerrou sua apresentação no Estádio do Palmeiras, em São Paulo, por volta da 0h30 deste domingo, 6. O show foi assistido por 40 mil pessoas e começou às 22h14. O guitarrista de Ozzy Osbourne, Zakk Wylde, parceiro em 90% dos projetos musicais do Príncipe das Trevas há alguns anos, abriu com sua banda própria a noite do metal no Parque Antártica. Veja também: Korn presta seu tributo a Ozzy  Black Label toca no aquecimento para Ozzy  Teste seus conhecimentos sobre Ozzy Osbourne  Com uma guitarra Flying V preta pintada com bolinhas brancas, Wylde e seu grupo, o Black Label Society, que ele mantém desde 1999, iniciaram o barulho mesclando músicas de toda sua carreira, desde que estrearam com Stronger Than Death, em 2000. Eles pareciam realmente emocionados por estarem tocando no País, e Zakk fez o sinal da cruz após o concerto, depois de erguer sua guitarra para o céu como uma oferenda.  O show do Korn começou de forma sinfônica pouco antes, com o barulho tomando conta aos poucos do estádio. Muitos metaleiros que exageraram na bebida ou em outros aditivos foram conduzidos para fora do estádio pela polícia. "Estou aqui", disse Ozzy ao entrar no palco, e deu uma gargalhada, antes de dizer uma série contínua de palavrões. Em seguida, ele mesmo começou a entoar um grito de olê olê olê olê, que a platéia emendou com "Ozzy", "Ozzy". Cenas de filmes e seriados de TV célebres em que Ozzy "contracena" com os atores divertiu a platéia durante sete minutos. Ele surgiu como o pirata Jack Sparrow, contracenando no filme A Rainha, no seriado Os Sopranos, em Borat e outros. Depois, houve uma introdução de Carmina Burana e, só então, ele atacou a primeira da noite, I Don't Want to Stop, de seu disco mais recente, Black Rain. Na letra, ele fala de sua indisposição para a aposentadoria, que não quer que chegue nunca. Em seguida, Ozzy (cuja voz parece boa, mas um tanto monocórdia, sem variações) cantou Bark at the Moon e foi ovacionado quando anunciou a próxima, Suicide Solution. Logo a seguir, ele cantou Mr. Crowley e I'm not Going Away e War Pigs. Ao todo foram 17 músicas.

Tudo o que sabemos sobre:
Ozzy OsbournePalmeirasshow

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.