Claudio Machado
Claudio Machado

Oswaldo Montenegro apresenta em SP 'Nossas Histórias'

No repertório do show, composições que falam de sua relação de amizade e trabalho com a flautista Madalena Salles

Amilton Pinheiro, O Estado de S.Paulo

04 Março 2017 | 03h00

Em 1997, o cantor Gilberto Gil lançou um de seus melhores discos de carreira, Quanta, que trazia, entre as suas 16 faixas, a música Pela Internet, que falava naquele momento, da novidade que seria se comunicar com o mundo, através daquele instrumento, com seus websites, homepages, gigabytes, hot-links, etc, como dizia a letra.

Há alguns anos, o cantor, compositor e diretor, Oswaldo Montenegro, 60, assim como profetizava a música de Gil, intuiu que seria a internet a melhor plataforma para divulgar seus trabalhos. “Acho que a internet inaugurou um novo tempo. Ela leva a gente para o mundo. Agora em agosto estou indo para Moscou para assistir no Teatro do Kremlin, a orquestra sinfônica de lá executar só músicas minhas em um espetáculo chamado Peter Pan, do Ballet Bolshoi. Isso é fruto da internet”, falou ele por telefone de sua casa no Rio, com exclusividade para o Estado.

Montenegro vem produzindo muito nos últimos anos, além de seus discos, shows, peças de teatro e musicais, websérie, ele está com uma série no ar no Canal Brasil, De Sonhos e Segredos, escrita e dirigida por ele, e lançou seu último filme O Perfume da Memória, diretamente no seu canal no Youtube, que já foi visto por quase dois milhões de internautas.

“Um dos produtores do longa Tomates Verdes Fritos, quando veio ao Brasil, me procurou porque conhecia meus dois primeiros filmes (Léo e Bia e Solidões), e na conversa que tivemos, ele me aconselhou a lançar tudo que eu estava fazendo no meu canal no Youtube. Ele disse que esquecesse do mundo, que os frutos viriam”, revelou o cantor.

Um dos trabalhos do artista, a websérie Nossas Histórias, que está disponível no seu canal, acabou gerando o conceito do seu novo show, com o mesmo título, que ele apresenta neste sábado, 4, no Tom Brasil. 

A concepção do show nasceu da sua relação de amizade e de profissão com a flautista Madalena Salles, que apresenta a websérie contando algumas histórias dela com o cantor (eles foram namorados no início da carreira do cantor).

“Este novo espetáculo é fruto de minha amizade com Madalena Salles, que toca flauta em várias das canções que vamos mostrar hoje, e que fizeram parte da nossa história. Madalena foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida”, declara ele.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.