Andrea Mohin/NYT
Andrea Mohin/NYT

Os 5 discos de vinil mais vendidos em 2014

A luta de Jack White para resgatar o formato deu frutos, e seu último álbum foi o mais bem sucedido no ano

Alexandre Bazzan, O Estado de S. Paulo

06 Janeiro 2015 | 09h34

O streaming vem roubando a olhos vistos o mercado de downloads que voltou a ter queda em 2014. Entretanto, quando se trata de discos de vinil, as vendas só aumentam. Desde 2006 os números crescem ano a ano e, apesar de só representar 2% de todo o bolo do comércio de música, é possível ver alguns resultados com otimismo já que houve um crescimento de 49% em relação a 2013.


Outra marca significativa foi atingida no Reino Unido, onde mais de 1 milhão de cópias foram vendidas, o que não acontecia desde 1996. O último trabalho do Pink Floyd, The Endless River, e AM, que transformou o Arctic Monkeys em uma das maiores bandas do mundo, contribuíram para que tais números fossem alcançados.

Mas é Jack White quem mais tem a comemorar. O cantor investiu pesado em sua própria gravadora, a Third Man Records, e se dedicou a resgatar o formato quase esquecido pela indústria fonográfica. Além de Lazaretto, ele também prensou A Letter Home de Neil Young. Seu segundo esforço solo foi o disco de vinil mais vendido desde 1991, quando a empresa Nielsen SoundScan começou a mensurar o mercado neste formato. Somente nos EUA o guitarrista comercializou 86.707 cópias. Ele também quebrou o recorde de vendas na primeira semana com 40.000 unidades, e de quebra, só para entrar no Guiness Book, fez o vinil mais rápido do mundo quando levou apenas 3 horas, 55 minutos e 21 segundos entre a gravação e prensagem do primeiro single, a faixa título, de Lazaretto.

Veja os 5 discos de vinil mais vendidos em 2014:

*Com informações da Billboard.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.