Orquestra de judeus e palestinos inicia giro contra guerra

Enquanto continuam os ataques entre Israel e o Hezbollah a orquestra sinfônica integrada por jovens israelenses e palestinos iniciou uma "turnê" por vários países europeus que se encerrará em 1º de setembro.De acordo com maestro responsável, Daniel Barenboim, judeu nascido na Argentina, "este giro não é como os outros assim como esse ano, que também não é como os outros". "Espero que não se repita", concluiu Barenboim. "Gostemos ou não, estamos destinados a viver juntos de uma forma ou de outra. Do contrario nos matamos todos e isto seria um suicídio coletivo", disse o maestro.A orquestra West Eastern Divan possui pouco mais de 90 membros entre espanhóis, israelenses e palestinos e já se apresentou no auditório Estação da Luz, São Paulo, em 2005.A "turnê" continuará por Istambul, Bruxelas, Paris, Colonia, Berlim, Weimar y encerrará na Scala de Milão.

Agencia Estado,

09 de agosto de 2006 | 19h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.