AFP PHOTO / PAUL PLAZA
AFP PHOTO / PAUL PLAZA

Olivia Newton-John diz que câncer de mama voltou

A artista foi diagnosticada com a doença pela primeira vez em 1992

Reuters

31 Maio 2017 | 11h28

LOS ANGELES - A atriz e cantora Olivia Newton-John, de Grease – Nos Tempos da Brilhantina, revelou nesta terça-feira, 30, que seu câncer de mama voltou e se espalhou para a parte inferior das costas.

Olivia Newton-John, de 68 anos e que se tornou uma defensora do estilo de vida mais saudável e pesquisas médicas após sua primeira luta contra o câncer de mama, em 1992, irá passar por tratamento de radiação e está confiante de que voltará a trabalhar posteriormente neste ano, disseram em comunicado seus representantes.

"Decidi sobre minha direção de terapias após consultas com meus médicos e terapeutas naturais e a equipe médica do meu Centro de Bem-Estar e Pesquisas sobre o Câncer Olivia Newton-John em Melbourne, Austrália”, disse a artista.

O comunicado informou que a cantora de Physical está adiando sua turnê de junho pelos Estados Unidos e Canadá.

“A dor nas costas que inicialmente causou o adiamento da primeira metade da sua turnê de shows se mostrou ser um câncer de mama que entrou em metástase para o sacro”, segundo comunicado divulgado nesta terça-feira.

A artista, nascida no Reino Unido e criada na Austrália, iniciou sua carreira como cantora pop de hits como If Not for You e I Honestly Love You.

Olivia atingiu fama internacional em 1978 com a adaptação para os cinemas do musical Grease – Nos Tempos da Brilhantina, interpretando a adolescente Sandy, ao lado do descolado Danny Zuko, interpretado por John Travolta.

A artista foi diagnosticada com câncer de mama pela primeira vez em 1992 e tem levantado fundos para pesquisa e tratamento, assim como realizado campanhas contra crueldade animal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.