Cézaro de Luca/EFE
Cézaro de Luca/EFE

Objetos raros dos Beatles são leiloados em Buenos Aires

Leilão incluiu baixo autografado por Paul McCartney e desenho feito por John Lennon; evento vendeu 144 objetos e arrecadou US$ 500 mil

EFE,

16 de outubro de 2010 | 08h32

BUENOS AIRES - Um leilão inédito na Argentina com objetos dos Beatles, incluindo um baixo autografado por Paul McCartney e um desenho feito por John Lennon, arrecadou US$ 500 mil e chegou algumas vezes a "triplicar" os preços de base, informaram os organizadores neste sábado à Agência Efe.

 

Cerca de 500 pessoas, muitos deles colecionadores, lotaram na noite desta sexta-feira a sala de Buenos Aires onde foram vendidos 144 objetos, a maioria deles pertencentes à banda britânica, mas também uma bola de beisebol e um disco assinado por Sting, um disco de platina de Elvis Presley e uma guitarra do Kiss.

 

As peças, exibidas em uma mostra portenha encerrada na quinta-feira, pertenciam ao argentino Raúl Blisniuk, definido pelo livro "Guinness Book" em 1998 como o maior colecionador de objetos dos Beatles da América do Sul.

 

Entre os objetos 'estrela' do evento, havia um baixo autografado por Paul, vendido por 140 mil pesos (US$ 35,5 mil) e um pequeno desenho à mão feito por John, comercializado por 50,5 mil pesos (US$ 12,8 mil). A capa do "The White Album" de 1968, que mostra as fotografias de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr com as assinaturas originais dos músicos, foi vendida por 130 mil pesos (US$ 33 mil), bem acima da oferta inicial de 40 mil pesos (US$ 10.050).

 

Por outro lado, não houve ofertas para uma das curiosidades do leilão: uma réplica do Rolls-Royce "psicodélico" que pertenceu a John, pintado como o original, com vistosos e coloridos arabescos.

 

"É que, em sua maioria, vieram colecionadores que buscavam peças genuínas. E o automóvel é uma réplica construída na Argentina", justificaram fontes do Banco Ciudad de Buenos Aires, organizador do evento.

 

O leilão, realizado na sede central do banco, começou com a oferta de um pôster da banda britânica a 100 pesos (US$ 25,1), vendido por 900 pesos (US$ 226).

 

"Em vários casos, praticamente triplicamos os preços de base dos objetos, e por isso atingimos as expectativas. Vieram compradores importantes", destacou à Efe o avaliador do banco, Carlos Rocha, durante o evento que arrecadou quase 2 milhões de pesos (US$ 500 mil). O preço inicial de todos os objetos somados era de US$ 300 mil.

 

"Tenho umas 10 mil peças dos Beatles. Faz uns 20 anos que tenho esses objetos e acho que é uma etapa terminada da minha vida", declarou à Efe Blisniuk, quem apresentou certificados das casas de leilões Christie's e Sotheby's para comprovar a autenticidade das peças.

 

Todos os objetos oferecidos no leilão fazem parte de uma coleção dos Beatles exibida em Buenos Aires em 1996 e 2002. O colecionador não descarta organizar outro leilão similar no ano que vem, embora mais diversificado.

Tudo o que sabemos sobre:
Buenos AiresBeatlesleilão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.