Valerie Macon / AFP
Valerie Macon / AFP

Objetos dos Beatles são vendidos em NFTs em leilões virtuais

Filho de John Lennon colocou alguns itens de memorabilia à venda, mas nenhum deles fisicamente

Elizabeth Howcroft, Reuters

26 de janeiro de 2022 | 10h00

O filho de John Lennon Julian está leiloando itens de memorabilia relacionados aos Beatles, incluindo três guitarras dadas a ele por seu pai e notas manuscritas sobre a canção Hey Jude, de 1968, mas nada disso é fisicamente.

Ao invés disso, o leilão é uma venda de tokens não fungíveis (NFTs), um tipo de ativo digital. Cada um dos donos de lances vencedores será o proprietário de um arquivo digital descrito como um “colecionável audiovisual” no qual Julian Lennon narra uma “memória afetiva específica”.

“Eu me sinto incrivelmente sortudo por viver em um tempo no qual a inovação me permite compartilhar pedaços tão pessoais de minha história familiar”, afirmou Julian Lennon, que é cantor e compositor, escritor e artista. 

“Através dessa coleção de NFTs, eu posso garantir acesso exclusivo a itens especiais que estimo e carrego sobre o legado do meu pai e de uma nova maneira”.

Os tokens não-fungíveis utilizam o blockchain para registrar a propriedade de arquivos digitais como imagens, vídeos ou textos.

Embora alguns NFTs sejam vendidos ao lado de itens físicos, como um tipo de certificado digital de autenticidade, a propriedade de um NFT não confere a propriedade de um item subjacente - em vez disso, pode ser pensada como um tipo de direito digital de se gabar pela propriedade de um objeto.

Ainda assim as vendas de NFTs explodiram em popularidade, com obras de arte NFT sendo vendidas por milhões de dólares.

 

Tudo o que sabemos sobre:
BeatlesguitarramúsicaleilãoNFT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.