O Teatro Mágico lota shows por fora da mídia

"Sem horas e sem dores, respeitável público pagão, bem-vindo ao Teatro Mágico! Sintaxe a vontade..." Assim, brincando com um jogo de palavras e vestindo-se como palhaços, O Teatro Mágico se apresenta ao público, misturndo circo, dança, teatro, música. A escolha da maquiagem e do figurino não foi por acaso. "Quando estou pintado e vestido como palhaço, é quando eu sou mais eu. Estou livre para falar sobre o que quiser e me mostrar por completo, sem censuras", diz o vocalista e criador da banda, Fernando Anitelli. O nome da banda surgiu a partir da leitura do livro O Lobo da Estepe, de Hermann Hesse, que discute a existência de vários personagens que trazemos dentro de nós mesmos. O protagonista da história, Harry Heller, se depara com um luminoso no qual se lê "O Teatro Mágico - Entrada para Raros". Aquilo chamou a atenção do personagem. E de Anitelli também. "Eu sou uma pessoa rara, só tem um de mim, assim como você e todas as outras pessoas. Todos os momentos são raros." Raro mesmo é sair de um show nota dez e encontrar o CD da banda à venda no saguão por apenas R$ 5. Todo o material gravado, isso significa CD e DVD (R$ 10), é feito de forma independente, dentro de casa mesmo sob supervisão de seu pai, Odácio Anitelli. O sucesso que já se alastra pelo País (vide comunidades interestaduais no Orkut, tudo por causa de duas aparições na TV, pois ainda não se apresentaram fora de São Paulo), já rendeu a venda de aproximadamente 4 mil CDs, cerca de 150 por apresentação. No show, os 17 integrantes d´O Teatro Mágico apresentam novas músicas (que o público já sabe cantar de cor e salteado, diga-se de passagem), que estão sendo organizadas para o segundo CD do grupo, como Pena, de Maíra Viana e Fernando Anitelli, e Sobrenomes, de Carlos Trevisan e Anitelli - Quem quiser conhecer mais sobre a trupe, acesse www.oteatromagico.mus.br ou ligue para 3081-2911. O show apenas começou e muito ainda está por vir. O Teatro Mágico. Blen Blen . Rua Inácio Pereira da Rocha, 520. Dom., 19h. R$ 15 (estudantes ou c/ flyer). Em outubro, a banda também se apresenta aos domingos (9 e 23) no Coppola. R. Girassol, 323. Dom., a partir das 18h. R$ 15 (estudantes ou c/ flyer)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.