O jazz do saxofonista Joe Lovano de volta a SP

Um dos nomes mais badalados do jazz atual, o saxofonista Joe Lovano vem a São Paulo ao lado de James Weidman (piano), Edwin Schuller (baixo) e Otis Brown (bateria) e traz na bagagem seu novo disco, On this Day at The Vanguard (gravado com seu noneto) que compõe o repertório de suas apresentações ao lado de sucessos dos últimos anos, como os do disco Viva Caruso, dedicado ao célebre tenor italiano. Faz a partir de hoje uma série de apresentações no Bourbon Street, dentro da programação do Diners Club Jazz Nights. "Este novo disco é o resultado dos três ou quatro anos nos quais eu e os músicos do noneto tocamos juntos, fazendo turnês pelos Estados Unidos", explica Lovano. "Há muitas influências, tentamos revisitar uma série de artistas como Miles Davis, Charlie Parker, John Coltrane, Charles Mingus, Ornette Coleman. Mas sempre com a intenção de, avançando no tempo, traduzir o som dessa gente toda para o ouvido de hoje", completa. Nos últimos tempos, Lovano tem estado muito às voltas com o passado. Em 1997, lançou Celebrating Sinatra, reunião de standards do cantor. E, no ano passado, foi a vez de Viva Caruso. A idéia era recriar as árias que tornaram famoso o tenor italiano, verdadeiro mito da história da ópera, e estabelecer um paralelo entre a vida dos dois artistas, preocupação que aparece no texto que Will Friedwald escreveu para acompanhar o disco, vinculando a carreira de Lovano ao universo de Caruso. A gravação portanto é o tributo de um grande tenor italiano para outro. O saxofonista, porém, faz questão de ressaltar que sua intenção, antes de tudo, era repensar o universo em que viveu Caruso quando chegou em Nova York, no início do século 20. Foi a mesma época em que os avós de Lovano aportaram nos Estados Unidos. E os ritmos e as sensações deste momento, ele explica, fizeram parte da formação de Lovano. O disco, assim, é a recuperação de um "período muito rico" da história da imigração italiana, por meio de um dos principais artistas daqueles anos. "Caruso foi o primeiro superstar do século 20, é impossível não reconhecer que ele abriu portas para o que artistas como eu fazem nos dias de hoje." Após as apresentações, hoje e amanhã, no Bourbon, Lovano também vai ministrar masterclasses em São Paulo. Será na sexta-feira na Universidade Livre de Música, a partir das 15 horas, e as inscrições devem ser feitas pelo telefone: (0-11) 221-0750. Joe Lovano. Hoje, às 21h30; e amanhã, às 20h30 e às 23 horas. Couv. art. de R$ 55,00 a R$ 120,00. Bourbon Street Music Club. Rua dos Chanés, 127, tel. 5095-6100. Patrocínio: Diners Club International

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.